Bulba RPG
Bem-vindo! Para ter acesso completo ao conteúdo do fórum deve fazer Login ou Registar-se
Bulba RPG
Fórum Roleplay de Pokémon
Passaram-se apenas dois meses desde a neutralização das maiores empresas criminosas. O mundo respirava de alívio novamente desde o Grande Cataclisma mas muitos começavam já a procurar pelo pior.O universo trabalha em padrões e nunca estes pardos foram tão nítidos como desde o Grande Cataclisma. Para cada momento de paz surge sempre um momento de caos.
estação
Primavera

[Concurso] Eventos Narrativos

Ir em baixo

Qual a melhor ideia de Evento?

4% 4% 
[ 1 ]
9% 9% 
[ 2 ]
9% 9% 
[ 2 ]
4% 4% 
[ 1 ]
9% 9% 
[ 2 ]
13% 13% 
[ 3 ]
9% 9% 
[ 2 ]
4% 4% 
[ 1 ]
39% 39% 
[ 9 ]
 
Total dos votos : 23

[Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Qua Nov 01, 2017 3:07 pm

[Concurso]
Eventos Narrativos

Desta vez o mês de Novembro traz um Concurso diferente e que ainda não tinha sido feito e, acima de tudo, todos os membros podem participar pois todos sabem escrever e pensar.

O Concurso é bastante simples: criem uma breve Sinopse ou Resumo de um potêncial Evento Narrativo. O que é um Evento Narrativo? É algo semelhante ao Grande Cataclisma ou aos Fogos Crime: algo que envolva  e desenvolva a história e mapa do RPG e que de forma direta ou indireta afete os membros.
Pode ser algo pequeno como uma replantação de flores numa determinada cidade ou Route ou algo mais drástico como um Incendio ou Tornado.
Nem tudo precisa ser desgraças e com um mundo tão amplo tudo pode surgir, inclusive ideias para novo Pokémons de Evento.

Acima de tudo se divirtam e criem, em algumas linhas a vossa ideia (podem deixar o final em aberto).

Prémios:
1º Lugar - 5000§ ou 1500 PokePontos (a serem usados na hora)
2º Lugar - 2500§ ou 900 PokePontos (a serem usados na hora)
Podem surgir mais prémios (e os atuais serem aumentados) de acordo com a participação dos membros.

Prémio de Participação: 2 Rare Candys

Qualquer dúvida, critica ou opinião deve ser colocada neste tópico.

Boa sorte :D


Última edição por L Mars em Dom Jan 07, 2018 7:04 pm, editado 2 vez(es)
L Mars
Fundador
avatar
Fundador

Tamer Dark
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 15490
PokePontos : 4946
Extras : O Acordar de Darkrai
Berry Fields
Loja
[Sorteios]
Rota Atual : Chp. XI - Ecruteak City



Ver perfil do usuário http://bulbarpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Qui Nov 02, 2017 1:43 pm

Num dia chuvoso, uma grande zona de impurificação apareceu numa das grandes avenidas de Lumiose. Ninguém tinha a noção do porque aquilo havia aparecido por ali, talvez tinha acontecido alguma coisa naquela cidade no momento do Grande Cataclisma. Ao perceberem aquela visível aura arroxeada, os civis logo afastaram-se e as autoridades a isolaram com uma espécie de encantamento feito pelos bruxos mais renomados e conhecidos de Pokégea, que impediria que aquilo se espalhasse por toda a cidade.

Após esse encantamento ser completo, vários purificadores chegaram na cidade para tentar limpar aquela área com seus Pokémon, porém já era tarde demais: alguns treinadores que estavam no raio de corrupção acabaram sendo atraídos para dentro, provocando um grande desafio para aqueles forasteiros; também, Pokémon selvagens que viviam em Lumiose eram afetados pela má energia e eram transformados em máquinas de lutar que nunca se esgotariam. O poder emanado daquele local negativo acabava por quebrar o encantamento e começou a avançar pela metrópole, juntamente com os treinadores corruptos, que iam derrotando um por um até a metade da cidade.

A equipe de purificadores recrutada pelas autoridades mostrava não ser mais suficiente para segurar os poderes daquela zona de impurificação e agora, eles precisavam de mais ajuda. Naquele momento, uma transmissão do governo apareceu para todos os purificadores, recrutando-os para ajudá-los também, mesmo que ainda não estivessem muito fortes. Como os purificadores iriam resolver aquele problema, antes de consumir toda a cidade?

Seguinte, nesse plot uma zona de impurificação apareceu em Lumiose, para que os purificadores fossem lá participar de alguma quest ou evento. Aliás, podiam ter eventos desse jeito, como se fossem missões em algum lugar e quando fizerem sua parte, sejam pagos com algo (fugindo daquele negócio de ganhadores, até porque não há porque não ter prêmios diferenciados num evento desses). Nesse caso, o governo irá custear as passagens. O que acharam?
Orochi
Purificador
avatar
Purificador

Evoluidor
Elemn. Aero
Mensagens : 2754
PokePontos : 2275
Trocas : Loja em Novus
Extras : Sorteios
Pers. Secundárias : P.S.
Rota Atual : Route 509


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Qua Nov 08, 2017 12:40 am

A poluição de Alola


“A mais nova empresa que acaba de se estabelecer em Alola, deixa cientistas preocupados com as consequências que isso pode causar ao meio ambiente...”.

Biip... Biip... Biip...
“Seus cabelos estão caindo? Duros e secos? Ou com uma oleosidade horrível? Use agora o mais novo produto da Panix!...”.

Biip... Biip... Biip...

“Taylor Swift afirma! “Ela roubou meus dançarinos” O que será que Katy tem a dizer sobre isso?”.


Biip...Biip...Biip...

“A poluição causada pelas fabricas Panix, fazem sua primeira vitima. Uma Mantine fêmea e seu filhote foram encontrados mortos na beira de uma das praias da ilha de...”.

Zipp...

-- Esses presidentes de empresas não estão mais se importando com o meio-ambiente! A qualquer momento eles irão poluir os cristalinos campos de corais de Alola... – O homem se levantou de sua poltrona, demonstrando ser bem alto e com um corpo parrudo. Assim o mesmo passou sua mão pela barba grande e olhou em volta, percebendo a bagunça que estava a sua casa. – Quando eu voltar da minha pescaria irei dar uma geral nesse lugar. --
Assim o homem que estava na casa dos 30, colocou seu chapéu de pescador e sua vara de pesca. Assim foi andando até a porta, abrindo a mesma e usando sua mão livre, para proteger os olhos dos raios do sol. Logo saiu de sua cabana que se encontrava na beira da praia, se dirigindo até um pequeno porto de madeira que havia ai, o qual estava seu barco amarrado em uma das toras de madeira.

Então o homem desamarrou seu barco e ao subir no mesmo, começou a remar até se distanciar da praia. Parando em uma parte do mar que dava para ver uma das fabricas da empresa “Panix”, a qual tinha um cano que descartava uma água acinzentada no mar.
O mesmo ignorou e jogou seu anzol no mar, assim se ajeitando no barco e ficando a espera da sua presa. Foi quando ele viu um grupo de Wingull voando na direção contraria da fabrica, e por curiosidade, o pescador olhou na direção que os Pokémon estavam a ir.
O homem via ao horizonte um relevo bem grande de coloração azul, logo o pescador soltou sua vara e foi remando até o local. E ao chegar, o mesmo arregalou os olhos e teve uma pequeno enjoou.

-- Ai meu Arceus... – O mesmo colocava suas mãos sobre a boca, e ficava sem reação ao ver tal cena.
A sua frente estava uma Wailord adulta, de barriga para cima. Coberta por sangue, e contendo um enorme buraco no seu tórax, onde se encontrava alguns Wingull, que comiam pedaços da sua carne. O Pokémon baleia estava obviamente morto, e o cheiro que o mesmo trazia era de carniça, o qual indicava que ele estava ali já a um tempo.
O homem saia do seu estado de abalo, e remava de volta a costa, a procura de ajuda.

...


“Agora eu irei te mostrar a minha nova forma! A do Super Calçajin 3! AAAHHHH!!!...

Tututururutu (Musica do jornal Nacional)...

-- Interrompemos o programa  para uma noticia urgente! Um pescador acaba de achar uma Wailord morta em pleno mar! Os cientistas e ecologistas já chegaram ao local e resgataram o corpo, temos informações de que eles já descobriram a causa da morte. Michelle Homaya está no local acompanhando tudo. É com você Michelle! --
Uma mulher de cabelos negros, e de pele escura. Segurava seu microfone e respirava fundo, se preparando para falar.
-- Boa notie Regina, Boa noite telespectador! Os cientistas acabam de confirmar que a ferida na barriga do Pokémon foi feita por produtos químicos, levando a teorias de que a causa de tal evento tenha vindo da fabrica Panix! E no meio do caminho, foi encontrado um  campo de corais completamente contaminado com um liquido cinza, deixando alguns Corsolas negros, e com bolhas verdes. Os cientistas os nomearam como “Corsola Impuro” , mas eles não aparentam ter nenhuma reação negativa ao evento. Os mesmo foram mandados para um centro de vida marinha, mas acreditasse que ainda tenha mais dessa especie por ai... A empresa Panix aparentemente vai ser processada, e talvez até venha a fechar. Bom, por enquanto é só isso, Regina. Irei lhe manter informada... Adeus!”.


Resumo:
Após uma empresa ser fundada em Alola, o meio ambiente marinho foi sendo gradualmente afetado pela poluição das fabricas.
Um canal da Tv informa que uma Mantine, e um Mantyke foram encontrados mortos perto da enseada de uma das ilhas de Alola.

Mais tarde um pescador encontra uma Wailord morta em pleno mar, assim chamando ajuda. Ao passar um certo tempo,
cientistas, ecologistas e reportes, estavam no local. Reportagens ao vivo eram feitas naquele momento, interrompendo a programação que estaria acontecendo em cada canal.
Michelle, uma repórter novata. Passa informações de que a morte da Wailord foi causada por um produto que corroeu completamente o intestino do Pokémon. Ao longo das pesquisas pelas areas, foi encontrado campos de corais completamente contaminados e destruídos. Junto a eles, estavam corsolas Impuros, que foram resgatados. Mas ainda sobrou alguns por toda Alola. Deixando treinadores curiosos com a nova aparência do Pokémon.

Impure Corsola:


Nome:Impure Corsola #222
Water Type  Poison Type
Lvl:
Exp:
Nature:
Sexo: Masculino (25%)/Feminino (75%)
Habilidade: Oblivious or Snow Cloak
Item: Luminous Moss (10%)
OT:

Ataques:
Water:
Bubble (lvl 4)
Bubblebeam (lvl 10)
Brine (lvl 27)
Aqua Ring (lvl 38)

Poison:
Toxic (Inicial)
Toxic Spikes (lvl 8)
Sludge Bomb (Lvl 15)
Gunk Shot (lvl 20)


Outros:
Tackle (inicial)
Harden (inicial)
Recover (lvl 8)
Refresh (lvl 13)

-- Spyke Cannon (lvl 20)
-- Lucky Chant (lvl 23)



Última edição por Willer em Sex Nov 10, 2017 12:37 am, editado 3 vez(es)
Willer
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Polícia
Mensagens : 675
PokePontos : 851
Pers. Secundárias : PS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Qua Nov 08, 2017 8:47 pm

Havia um grupo de cientistas em Novus City que acreditavam e queriam provar os acontecimentos do Grande Cataclisma, faziam de tudo para buscar informações que fossem provas deste acontecimento, no entanto, a busca sempre falhava. Passavam mais de meio-dia nos laboratórios trabalhando incansavelmente em busca de qualquer mísera informação que fosse que pudesse comprovar o Grande Cataclisma.

Muitos deles já haviam desistido, a equipe era constituída por vinte e um cientistas mas agora eram apenas dois deles que ainda tinham uma brasa de esperança de mostrar ao mundo que o que falavam não era locura.

Ambos os cientistas estavam em seus computadores, olhando diversos monitores ao mesmo tempo mas não encontravam nada realmente suspeito.

— Vamos Bob, amanhã nós tentamos de novo. Por hoje chega. — disse Will para o único cientista que ainda estava no laboratório.

— Certo, certo, vamos então. — disse Bob com um tom de desânimo na voz.

No entanto, antes de desligar as máquinas, o computador-mestre começou a emitir um sinal de alerta. Tanto Bob tanto quanto Will correram em direção ao monitor imenso para identificar o que era.

— Um vírus!?!? — disse Will espantado — Mas isso é impossível!

Bob apenas engolia a seco enquanto criava em sua mente diversas coisas que aquele vírus poderia signficar. Ficaram por horas utilizando diversos antí-virus a fins de identificar qual era aquele para poder neutralizá-lo, mas nada funcionou, pelo menos até o momento.

Já era por volta de quatro horas da manhã e finalmente um dos programas utilizados conseguiu identificar o vírus, os dados eram semelhantes ao de uma Pokémon registrado na PokéDex, aos poucos foram decifrando os códigos e perceberam que era algo extremamente parecido com um Porygon.

— Mas como isso!? — dizia Will ainda espantado — Como esse Porygon chegou até aí?

— Espere, Will. Ainda falta alguns códigos a serem decifrados, talvez não seja realmente um Porygon, pelo menos não um Porygon comum. — dizia Will tentando tranquilizar seu colega ao mesmo tempo em que tentava se acalmar.

Entretanto, os últimos códigos não eram decifrados, independente do tempo que passasse eles continuavam lá como algo desconhecido para os dois cientistas. Por fim, decidiram tomar uma decisão arriscada, porém, eram a única que tinham em mente.

Bob puxou de seu jaleco uma PokéBall e expandiu-a em sua mão, a lançou para o alto e logo a esfera se abriu no meio liberando um feixe azulado com detalhes em brilho materializando um Porygon.

Rapidamente, os cientistas deram as instruções para o Pokémon e imediatamente o mesmo as fez, invadiu o sistema do computador e ficou a caçar pelo vírus. Porygon era a única solução para os dois, os poucos dados que eles tinham estava naquele computador e ele não podia ser afetado.

Demorou cerca de quinze minutos até que Porygon voltasse, aliviados, os cientistas deixaram o Pokémon solto no laboratório para caso acontecesse de surgir mais um vírus, o Porygon estaria preparado. Se despediram e trancaram o laboratório.

Tudo parecia normalizado...

No dia seguinte, os dois cientistas chegaram ao laboratório e ficaram boquiabertos com o que havia acontecido ali dentro, todos os fios, monitores, computadores estavam estragados, quebrados, estilhaçados.

Antes que pudessem vasculhar o local, deram de cara com um Porygon2 diferente, rapidamente apontaram a PokéDex em direção do mesmo, e só deu tempo de falar que o campeão surgiu misteriosamente após um Porygon absorver um vírus para si, e que este, era da tipagem Poison/Normal.

Antes que pudessem perceber, o Porygon2 evoluiu para PorygonZ e canalizou sua energia e formou uma esfera amarelada próximo de seu rosto e disparou um feixe elétrico que desintegrou os cientistas. Agilmente, o PorygonZ fugiu dali sem rumo.

Seria ele a prova que o Grande Cataclisma aconteceu? Ou seria apenas mais um Pokémon diferente assim como outros já listado?

Resumo da opera:

A descoberta de um novo Pokémon Swarm, Virus Porygon, Porygon2 e PorygonZ, tendo a tipagem Poison/Normal.


Stars can't shine... without the darkness...
avatar
Ranger


Curador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1053
PokePontos : 1405
Extras : Diário de Jornada

Rota Atual : Rota 001, Oeste

Diário Mestre : Mestra: Clove



Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Sex Nov 10, 2017 3:08 pm

Mt. Moon Square: Campo elétrico

Em meio a uma das chuvas de meteoros que cairiam no Mt. Moon estava um meteorito de coloração negra, e com raios roxos saindo do mesmo. Ele não parecia afetar os meteoros que o acompanhava, mas de certa forma, a presença dele era notada por todos que olhavam para o céu nublado daquela noite.

Os raios roxos que saiam do meteorito fazia aparecer uma mancha roxa em meio ao céu fechado por nuvens, que tampavam até a bela visão da lua.

Traçando o céu, os meteoritos atingiram pontos diferentes do Mt. Moon. Tendo apenas meteoro negro caído no Mt. Moon Square, fazendo uma explosão enorme que clareava o céu inteiro, sendo visto por todos de Pewter, e cidades vizinhas.

Horas depois...

Diversos exploradores estavam dentro das cavernas do Mt. Moon indo até o topo, para ver o resultado da explosão inesperada. E ao se aproximarem do topo, os Pokémon do tipo elétrico que acompanhavam os pesquisadores começavam a emanar uma eletricidade roxa.
Quando saíram das cavernas, viram a praça completamente inteira. Apenas com algumas pedras negras que soltavam aquela eletricidade. Os Pokémon elétricos pareciam estar adorando aquilo, tanto que começaram a brincar com as pedras.

Logo os pesquisadores acharam o meteoro que causou a explosão, atrás da pequena loja, no meio das arvores que foram destruídas. O meteoro parecia não causar nenhuns efeitos negativos nos outros tipos de Pokémon, ou Humanos.
Assim os pesquisadores ficaram estudando o meteoro, assim chegando a conclusão de que eles mudavam a cor da eletricidade gerada por qualquer Pokémon Eletric.

Com essa conclusão, eles mandaram avisos para todas as cidades, para quem quisesse ter seu monstrinho modificado. Segundo os estudo dos pesquisadores, a energia do meteoro iria durar por muito tempo, deixando o Mt. Moon daquele jeito por bastante tempo...

Resumo:
resumo bem resumido da resumidagem <3

Um meteoro caiu no topo do Mt. Moon Square, o qual deixou os Pokémon elétrico que cheguem no topo, com seus raios de cor roxa :v O meteorito não teria sua energia esgotada por um bom tempo, talvez até para sempre.
Willer
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Polícia
Mensagens : 675
PokePontos : 851
Pers. Secundárias : PS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Dom Nov 12, 2017 4:48 am

A era dos Pokémon Cyborg

Em um dos prédios mais altos da cidade tecnológica acontecia o importante evento da Cientista Laurel, conhecida por grandes avanços na área da biorrobótica. O salão se encontrava repleto de pessoas dos mais diversos campos, entre renomados cientistas e jornalistas de prontidão para o grande momento em que a promissora doutora entraria e demonstraria sua nova invenção no palco criado no interior do ambiente livre de obstáculos, apenas contendo transição de humanos.
Após alguns instantes de espera as portas automáticas se abriram no fundo da sala, relevando a jovem cientista trajando o corriqueiro jaleco branco sobre as vestimentas, os cabelos amarrados num coque e os olhos encobertos pelos grandes óculos, deixando exposto apenas o largo sorriso delineado pelos lábios maquiados em tom avermelhado. Muito bonita, arrancava suspiros dos colegas conforme percorria o curto percurso até o improvisado palco.
— Prazer em tê-los aqui neste dia tão importante. – Saldou, enquanto retirava as mãos dos bolsos do jaleco, sacando de um deles a tão conhecida esfera bicolor. — Serei o mais breve possível e não tomarei muito tempo dos senhores. – Continuava a dizer, apertando o botão central da esfera, acionando o Pokémon ali existente.
A esfera emita a energia avermelhada que tomava a forma de um Machoke nada impressionante, senão fosse o metálico braço direto do lutador, refletindo e destacando o tom do metal. Surpreendente para uns e revoltante para outros; mais precisamente os defensores dos direitos dos Pokémon. No entanto, antes mesmo que o reboliço pudesse tomar conta do ressinto, Laurel continuou a apresentação com toda serenidade:
— Antes de julgarem, este braço metálico faz parte do projeto que visa ajudar os Pokémon com alguma deficiência através da tecnologia. O Machoke em questão é meu. Ele tem uma doença degenerativa que afeta os membros atacando os nervos responsáveis pela movimentação. No seu caso o braço afetado foi trocado pela prótese que o permite movê-lo novamente. – Explicou, apontando e sinalizando para que o monstrinho gesticulasse o braço mecânico. — Como podem ver é perfeito e não há nenhum risco ao usuário, sendo inclusive melhor que o original. Vejam, por favor.
Assim que concluiu a breve explicação, o humanoide seguiu o comando da mestra, movendo o braço a frente do corpo e expondo o anterior do antebraço. Logo surgiu uma abertura retangular no centro, exibindo o interior da pele de metal que se dividia ao meio e recolhia-se a dentro. Circuitos interligados a placas puderam ser notados, além de dois particulares itens comuns no mundo Pokémon - potion e fighting gem - fazendo parte do sistema. Claro que os itens chamaram atenção dos presentes, afinal não eram utilizados nesse tipo de tecnologia.
— Imagino que devem estar se perguntando porquê de eu ter usado itens tão simples nesta prótese. Bem, o segredo do sistema está na forma em que eles são usados sem a necessidade equipá-los, podendo conter mais de um slot como podem ver nessa área vazia. – Apontou para uma região oca dentro da estrutura do antebraço. — Isso quer dizer que o braço biônico é capaz de absorver diversos medicamentos e nutrientes em simultâneo, aumentando a força do membro, imunológico dos Pokémon e atuando de diversas maneiras no controle de doenças.
A apresentação de Laurel recebeu muitas salvas de palmas, encantando as pessoas com sua genialidade. Evidentemente que recursos oferecidos a moça para que fosse investido no projeto não faltaram no fim daquele dia.
O tempo passou e a cientista ganhou reconhecimento mundial com seus biónicos Pokémon, chegando ao ponto de criar partes robóticas idênticas aos reais. Mas nem tudo eram flores, pois os colaboradores e sócios quiseram expandir o projeto, fazendo uso da tecnologia como arma de combate, bem contrário à ideia inicial da criadora. No entanto ela estava muito ocupava com a saúde do evoluído Machoke em estado grave devido ao avanço da doença degenerativa que ocupou todos os membros já trocados por próteses mecânicas, e por conta disso pouco se ateve e importou com o rumo da sua ideia. Simplesmente colocou todo o tempo em pesquisas que a levariam a reversão da doença que se instalava nos órgãos.
Infelizmente o inevitável estava preste acontecer, Machamp recebia os últimos cuidados enquanto permanecia na sala de cirurgia esticado numa mesa e repleto de cabo que ligavam a tecnológicos aparelhos, mantendo-o ainda vivo. A cientista apenas o observava com os olhos marejados e profundos pelo contorno negro das olheiras, lembrando dos momentos inesquecíveis que viveu próximo a quem a ajudou construir sua carreira e tudo que possui hoje.
Pronta para desligar as máquinas, eis que o corpo começava a tremer, os dedos mal conseguiam alcançar os botões e dos olhos saltados escorriam as lágrimas que lavavam a face. Naquele instante, inesperadamente lembrou-se de um artefato que comprou há alguns dias numa expedição, além de principalmente das palavras ditas pela misteriosa senhora que o vendeu:
“Este fóssil não pode mais ser revivido, porém guarda consigo as marcas e lembranças de um passado que jamais deve ser esquecido. Se você realmente não quiser esquecer tudo que passou, leve-o e sempre se lembre de reviver seus momentos”
Laurel subitamente deixou a sala para pegá-lo do armário situado na sala de pesquisas e levou até Machamp o empedrado item com a forma de um Unown cujo a letra era um V. Tremendo, colocou o fóssil em um dos slots próximo a região do coração e em seguida tratou de programar os computadores e máquinas ligadas ao paciente, no intuito de absorvê-lo através da energia capaz de trazer de volta a vida de um pokémon. Muito arriscado, não? Bem, a cientista já não estava no seu juízo perfeito e não mensurou os riscos e danos que ela causaria com isso.  
— E-eu não i-rei perde-lo – dizia com dificuldade entre os soluços causados pelo choro, acionando os equipamentos.
Um forte clarão tomou conta da sala e se esvaiu em poucos segundos, revelando o robô pokémon totalmente coberto por uma luz branca que se transformou em negra enquanto Machamp dava sinais de vida ao emitir um incomum brilho avermelhado dos olhos. Imediatamente a mulher correu para recepciona-lo, tocando carinhosamente a lataria do peito, entre o aliviado sorriso que surgia nos lábios. O Cyborg retribuía o olhar penetrando suas reluzentes íris na feição transbordada pelas alegres lágrimas. De repente a cabeça dela se tornou um chafariz vermelho, extravasando sangue por todos os poros assim que os braços mecânicos se encaixaram brutalmente no frágil pescoço da cientista.
Depois de executar a tutora nada mais se soube do revivido Machamp...
As notícias percorreram o mundo e teorias se formaram diante de um acontecimento histórico. Os cientistas e especialistas na área acreditavam que o cyborg voltou a vida pois o fóssil acabou sendo ressuscitado no momento que foi absorvido, colaborando assim para o inexplicável retorno simultâneo. Na visão da igreja tudo indicava que era pelo fato do fóssil ser um dos Unowns que ajudou a trazer a vida ao Negro Arceus, possuindo a impura energia capaz de realizar tal feito.
As consequências a princípio foram mínimas, contrário aos avanços da tecnologia criada por Laurel. Os sócios livres da criadora tomaram todo o poder dos cyborg pokémon, usando do desastre para gerar ainda mais lucro com a nova descoberta. Empresas no ramo, exércitos e até mesmo equipes criminosas começaram a fazer uso da tecnologia em batalhas pokémon, colocando o mundo no convívio dessas criaturas na maioria das vezes com imperceptíveis diferenças. Desde então os experimentos foram acontecendo seguindo os mesmos passos utilizados pela propulsora, resultando inclusive em desastres semelhantes. Por conta disso ao longo do tempo os purificadores começaram a ter mais trabalho quanto as áreas amaldiçoadas, onde geralmente está presente alguns pokémon cyborg ressuscitados, fugitivos de experimentos malsucedidos. De acordo com a igreja eles visitam tais locais com intuito de sugar a energia negra para se manterem vivos..

Aplicabilidade:

- Sem resumo porque não escrevi atoa
- Os pokémon cyborg poderiam ser equipados com de 1 a 4 itens, sendo usados simultaneamente. A ideia é criar um estilo de combate mais desafiador e diferenciado através da combinação de certos itens.
- Aprenderiam moves relacionados a itens também
- Nada mudaria nos ataques e habilidades para não ficar muito complexo
- Não seriam capturáveis, apenas apareceriam para o player através de NPCs, selvagens e em áreas de purificação.
- Quando derrotado o player poderia dropar um dos itens usados, considerando itens comuns com mais porcentagem e raros com menos porcentagem.
- O Machamp seria um pokémon de evento, podendo ser obtido em algum local – não sei em qual, mas imagino mais para frente do RPG. Ele poderia evoluir de Machoke exposto a um item ( o que evolui porygon ou alguns do tipo metálico)
- Cyborg Machamp/Machamp Cyborg – não sei qual é melhor ou correto – seria do tipo: Fighting/Steel. Os moves basicamente seriam relacionados aos tipos e itens (habilidade também).
- Deixo a sprite do Machamp:



Última edição por Od em Sex Dez 01, 2017 3:42 am, editado 1 vez(es)


Od
Mestre Coord
avatar
Mestre Coord


Magnata
Sem Profissão
Elemn. Aqua
Mensagens : 2152
PokePontos : 979
Extras : Sorteios

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Qua Nov 22, 2017 10:56 pm



Oka'Oka Island



       Em Alola, desde antes mesmo do tempo de nossos avós, contavam-se estórias sobre uma ilha misteriosa que não se tratava de Melemele, Akala, Ula'Ula ou Poni: uma quinta ilha, que aparecia e desaparecia de tempos em tempos, e viajava pelos oceanos do mundo cercada por névoa, imperceptível, até a hora de mostrar-se novamente. Ninguém ainda vivo teve as chances de visitar a lendária ilha - apesar de muitas das pessoas mais velhas do arquipélago afirmarem já a terem visto uma vez, mesmo que nunca através da densa névoa que a cercava. Por isso, mitos e boatos sobre o que poderia haver lá dentro surgem a todo momento: tesouros inimagináveis, Pokémons nunca antes vistos, mistérios a serem revelados...o sonho de todo aventureiro que se preze.

Essa ilha era conhecida como Oka'Oka, por mais que muitos se refiram à mesma como "Ilha Lendária", "Ilha Misteriosa" ou "Ilha da Névoa", e não mostrou-se aos humanos e pokémons por mais de um século. Agora, porém, andam circulando alguns boatos sobre o que poderia ser essa famosa ilha das lendas, pois em águas não muito afastadas de Alola, grandes quantidades de névoa tem se dispersado, espalhando-se pelo mar. Os mais entusiasmados dizem que se você seguir o caminho contrário ao da névoa, chegará até o local de onde ela está saindo - ou seja, a lendária ilha de Oka'Oka. Se as estórias são verdade ou não, só há um jeito de saber, e muitos aventureiros já estão se preparando para viajar até o centro da cortina de névoa, na esperança de encontrar a ilha dos mitos.

. . .

Alguns meses depois, notícias vindas daqueles que se aventuraram na névoa em busca de Oka'Oka têm chocado cada vez mais pessoas. Um famoso explorador, chamado Rosarães Guima, deu uma entrevista a um jornal de Alola contando sobre tudo o que tinha acontecido consigo e seu grupo durante a suposta estadia na ilha - e dado o conteúdo de suas declarações, muitos estão na dúvida se o que o homem fala é verdade, mentira ou se ele simplesmente enlouqueceu.

"Eu e os rapazes fomos até a ilha montados, cada um com o seu Pokémon aquático. Não passamos tanto tempo navegando pela névoa até avistarmos Oka'Oka - se é que aquilo era Oka'Oka - então eu suponho que só devam ser alguns quilômetros da costa de Melemele até lá. As surpresas começaram quando os nossos Pokémon simplesmente travaram, sem conseguir atravessar a parte mais densa da névoa: não importava se tentássemos pelo alto, voando, ou por debaixo d'água, Pokémon nenhum conseguia passar. Por isso, fomos nadando até a praia, e a primeira coisa que percebemos foi que as Pokébolas não funcionavam lá, simplesmente não conseguíamos colocar nenhum dos nossos pokémons pro lado de fora. E foi aí que as coisas começaram a ficar assustadoras.

Aconteceu primeiro com um dos meus ajudantes, e logo, com a equipe inteira - uns ficavam maiores, outros menores, mudavam de cor, e em questão de alguns momentos todos nós tínhamos sido transformados em...Pokémons. Todos se transformaram em Pokémons comuns, como Arcanine ou Pidgeotto, e conseguíamos conversar entre nós mesmos: não sei se pra humanos ouvindo soaria do mesmo jeito, mas era como falar na língua comum. Foi um pouco desesperador na hora, e como não sabíamos o que fazer direito, nadamos para o outro lado da névoa, onde nossos pokémons aquáticos aguardavam - a transformação reverteu um ou dois minutos depois disso. Desde então, não tentamos outra visita, mas da próxima vez estaremos preparados pra explorá-la com tudo utilizando as informações que conseguimos até agora!"


Não há consenso quanto à veracidade ou não do que foi dito por Rosarães e sua equipe, visto que eles não trouxeram consigo quaisquer imagens ou vídeos que pudessem comprovar tudo isso. Contudo, autoridades conseguiram fotografar a densa cortina de névoa citada pelo grupo, e é possível ver o formato do que parece ser uma ilha através dela - tentativas de levar qualquer equipamento tecnológico para o outro lado têm falhado, no entanto, pois nada parece funcionar depois que atravessa a névoa. Agora, cabe aos mais aventureiros a exploração da ilha, para que se possa descobrir os mistérios que a rodeiam e o que existe em seu interior. E você, está preparado pra essa aventura?


Aplicabilidade no RPG:

Primeiro de tudo, eu realmente recomendo a leitura do texto pra que seja mais fácil entender a proposta toda.

A ideia é que seja um nova local para os jogadores visitarem e explorarem, mas dessa vez, com uma pegada bem diferente: ao adentrar a ilha, aparatos tecnológicos como um todo não funcionam - sejam pokébolas, a Pokédéx ou qualquer coisa do gênero. Além disso, Pokémons que estão do lado de fora não conseguem atravessar a densa névoa - sempre que a adentram, acabam voltando para o lado de fora, como se andassem em círculos. Dessa forma, apenas humanos conseguem ir até Oka'Oka, e é aí que a aventura começa de verdade.

Uma vez dentro da ilha, após alguns poucos minutos, uma transformação começa no corpo do jogador, e faz com que ele vire nada mais nada menos do que um Pokémon! Para tornar o desafio "igual" para todos, a minha ideia é que qualquer um que adentrasse a ilha se transformasse em um Pokémon com um nível X, podendo subir de nível lá dentro, mas não tendo esse valor base alterado por nenhuma conquista que venha de fora da ilha. Desse modo, todos os jogadores começariam no mesmo patamar para desvendar os mistérios da ilha.

Lá dentro, haveria uma "sociedade" de Pokémons, que permitiria ao jogador uma vida relativamente mais fácil ao contar com a ajuda de certos NPCs - Chanseys que funcionariam como Centros Pokémon ou um Kecleon que venderia itens diversos (talvez até exclusivos da ilha), por exemplo. Os verdadeiros desafios seriam, portanto, batalhar contra outros pokémons (com os quais o jogador poderia se comunicar), descobrir os mistérios da ilha e encontrar raros tesouros. Itens exclusivos e Pokémons exclusivos seriam interessantes também.

Como pokébolas não funcionariam lá dentro, para capturar algum pokémon seria preciso convencê-lo a ir até o outro lado da cortina de névoa, seja derrotando-o em uma batalha ou ajudando-o em alguma coisa, por exemplo. Os itens o jogador levaria consigo da ilha para o lado de fora (não sendo possível trazer itens não obtidos na ilha para dentro dela).

No final das contas, é só um esqueleto, então sempre dá pra adicionar umas coisas bem legais à plot, por exemplo. Espero que tenha ficado legal o/!
Ravenborn
Mestre Treinador
avatar
Mestre Treinador

Magnata
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 382
PokePontos : 1874
Rota Atual : Skyarrow Bridge
Diário Mestre : Mathito (Ami)
Sam



Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Qui Nov 23, 2017 12:26 am

Em uma estranha e chuvosa noite, cientistas trabalhavam afinco, a maioria deles estavam bêbados, metade da equipe havia morrido ao conseguirem clonar Mew, haviam criado Mewtwo e ele havia explodido o principal dos laboratórios, matado os melhores cientistas, os que haviam restado estavam arrasados, precisavam de algo para os motivar e logo descobriram o que era: Vingança.

- Meus amigos, hic, sei que é difícil, hic, mas temos que nos vingar, perdemos nossos amigos naquele maldito laboratório, Eu perdi o meu irmão lá, isso foi o fim do mundo para mim...

Uma pausa de silencio era feita, apenas alguns homens bebiam suas cervejas, era tudo muito doloroso e difícil para eles, o luto era muito recente.

- Porém irmãos, devemos executar o plano B, devemos desenvolver nosso vírus, vamos usar ele para destruir aquele maldito assassino...

O homem mal terminava de falar e os outros homens no local já começavam a gritar, eles ansiavam por vingança, por terem um motivo para viver, e por isso em meio a bebidas alcoólicas, musica alta e uma enorme sede por vingança o vírus bersek fora criado, os pokémons afetados ficavam furiosos e ensandecidos, enquanto o seu poder era aumentado, enquanto viam o que haviam criado o orador do grupo, seu novo chefe falava:

- Hoje meus irmãos nós criamos a nossa vingança, hoje meus irmãos iremos caçar aquele assassino.

Porém a morte não deixa suas vitimas escaparem, deixa eles brincarem um pouco, pensarem que fugiram e então, cobra sua conta, e em meio a uma grande explosão quando um raio caia, atingindo o gerador do prédio, os cientistas morreram, porém suas cobaias não, pokémons furiosos estavam a solta, com um vírus poderoso em seu sangue.

Spoiler:
Os pokémons selvagens poderão aparecer com a seguinte habilidade, que não poderá ser trocada por npcs, os pokémons com ela serão extremamente agressivos e furiosos, atacando a todos no local, sendo semelhantes aos shadow pokémon.


Vírus Berserk: Aumenta o dano dos movimentos multi-strike em 20%. Aumenta o atk do pokémon em +1 a cada 20% de hp perdido. O pokémon com Berserk não pode adormeçer. Essa habilidade torna o pokémon extremamente furioso e cruel, durante um combate em dupla ou trio, o pokémon terá 50% de acertar um alvo aliado. Apenas pode ter um pokém com essa habilidade na equipe.


Ficha:


Cleitin
Treinador
avatar
Treinador

Guardião
Polícia
Mensagens : 5259
PokePontos : 3626
Extras : Cromos
Frutos

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Sex Dez 01, 2017 1:02 am

11:05
A base policial em Novus City está calma, com cerca de quinze policiais observando as inúmeras câmeras instaladas na cidade para prevenir e capturar criminosos. Eduardo Bandeira está sentado em sua cadeira observando os monitores da parte central, enquanto come uma rosquinha e toma uma coca-cola. Tudo parece muito tranquilo, até que um alarme soa por toda a instalação, fazendo várias luzes vermelhas acederem.
— O que está acontecendo? — pergunta Eduardo enquanto digita alguns comandos para descobrir qual diretriz foi ativada. — Arceus... — no monitor central está uma mensagem bem grande com os dizeres “Protocolo ZX2”
Um dos novatos na base não entende o que significa, já que não estudou sobre todos os protocolos da instalação, por isso pergunta. — Senhor, o que é o protocolo ZX2? — ouvindo essa isso, Eduardo se vira para o rapaz com um olhar assustado, visivelmente nervoso. — Protocolo ZX2: ativado quando uma guerra ameaça estourar.
Todos na sala engolem seco pensando no que pode acontecer a seguir, enquanto o monitor central muda para uma transmissão sigilosa e um homem de terno e óculos preto surgi, atrás dele várias pessoas vestidas da mesma forma correm de um lado para outro, visivelmente nervosos.
— Base de Novus, aqui é o comando central. Hoje as 10:30 houve uma série de atentados terroristas em Pokégea e até em Alola. Não temos informações de quem ou qual grupo orquestrou o ataque. Entretanto há algo muito estranho nisso tudo. Infiltrados nossos mandaram relatórios urgentes para cá avisando que uma possível guerra entre facções irá começar e isso tem a ver com os ataques. O que sabemos é que as quatro facções criminosas sofreram atentados a suas bases secretas que nem mesmo nos conseguimos descobrir, e agora estão culpando uns aos outros pelos ataques. A equipe Rocket encomendou um grande número de armas, a Delta está juntando vários Pokémon para criar um exército, a NeoGen está investindo em bombas, enquanto a equipe Plasma parece está planejando usar os Shadow Pokémon para obter vantagem.
Eduardo fica mudo ouvindo tudo isso. Nunca ele pensou que viveria para ver algo como uma guerra entre criminosos. Em sua mente ele pensa nas consequências disso, e imagina as centenas de pessoas inocentes que podem ser ferir no processo.
— Todos na base de Novus devem focar em descobrir mais sobre esse assunto e encontrar os verdadeiros responsáveis pelos ataques. Caso as facções entrem mesmo em guerra, o mundo voltará a ser destruído e isso não podemos permitir. As outras bases já foram avisadas sobre isso, e já iniciaram o protocolo ZX2 para se preparar para o pior. Esperamos que isso não seja necessário. — após isso a transmissão é finalizada, e no monitor surgi o mapa das duas regiões com vários pontos vermelhos, sinalizando os locais que aconteceram os ataques.
Spoiler:
Não vou fazer resumo, pois foi dito para fazer em poucas linhas, o que significa que o texto em si já é um resumo da ideia.
Esse evento seria como o estopim de uma guerra entre as quatro facções criminosas, ocasionado por uma quinta organização misteriosa que deseja que o mundo entre em caos. Essa nova organização não será liberada aos Players e será inimiga de tudo e todos, não recrutando pessoas ou coisa só gênero.
Chris17
Treinador
avatar
Treinador

Guardião
Sem Profissão
Team Imperium
Mensagens : 1552
PokePontos : 1306
Extras : Sorteios
Gaiden
Answer Book
Pers. Secundárias :
Seiji
Erike
Mieko
Rota Atual : Cap. 09
Diário Mestre :
Diário
Gui
Daniel
Kanon



Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Sex Dez 01, 2017 2:42 am


"A estrela um dia acordará, e nesse dia nosso desejo será realizado!"
- Dizem que a cada milênio a milagrosa estrela acorda de sua hibernação por sete dias e realiza qualquer desejo que lhe for pedido. Mas o que pedir a essa estrela? Dinheiro? Poder? Reconhecimento? Tantas opções que eu só consigo pensar em apenas uma: Quero essa estrela sob meu controle!

Um comodo de iluminação fraca, apenas a tela de um computador iluminava a sala que parecia uma especie de laboratório de informática. Existiam vários computadores naquele local, porém só um ativado e só uma única pessoa naquela escuridão trabalhando. Um barulho robótico saia da caixa de som daquele computador, ele estava calculando algo. Na tela daquele aparelho era visível um mapa: o mapa de pokegea. Dados e números saltavam de guias e tampavam o mapa, algum tipo de software estava processando dados, mas quais ? e por qual propósito ? O homem aque ali estava observava a tela com muita atenção, como se seu olhar estivesse colado naqueles números que pareciam não ter sentido, mas um sorriso de canto de rosto mostrava que algo estava a acontecer, algo que agradava aquele humano.

Outro comodo igualmente mal iluminado. O sensor de movimento identificava algo do lado de fora e a porta logo se abria, deixando o mesmo homem da sala de computadores entrar segurando um aparelho de armazenagem de informações, sua expressão mostrava cansaço, um rosto de quem não havia dormido a alguns dias e o suor na sua testa revelava que havia feito uma certa corrida entres as salas. - Eu finalmente o achei! A voz daquele homem expressava a alegria de muitos dias de trabalho que valeram a pena. - Então vamos desperta-la! A voz rouca saia do meio da sala, um segundo homem que estava sentado em uma enorme cadeira giratória levantava-se com um sorriso no rosto, sua expressão de alegria era um tanto quanto medonha.

______________________________________________

O submarino negro se locomovia pelo mar que cerca novus espantando os pokemons marinhos que entravam em sua frente até chegar em uma espécie de parede, talvez fosse a parte de baixo da ilha de novus, mas aquelas rochas que formavam a parede eram muito diferentes de qualquer tipo encontrado na superfície, eram rochas translúcidas como vidro. O submarino se possicinava perpendicularmente aquela parede e então.... BOOM... dois misseis foram disparados contra as rochas cristalinas, as destruindo e liberando uma passagem secreta.

Após alguns minutos atravessando aquela passagem subaquática, o submarino parava em uma espécie de gruta, a água parava na entrada da gruta, permitindo a entrada e estadia dos passageiros daquele submarino na gruta. Uma mulher robusta de longos cabelos loiros saia do submarino juntamente com dois homens que pareciam ser seus subordinados, os três usavam roupas negras com um simbolo amarelo similar a asas no peitoral.  - Acabamos de entrar nas ruinas, estou pronta para ativar a relíquia! A mesma mulher falava informações que eram captadas por um comunicador que estava preso em sua orelha e logo se dirigia para mais fundo na gruta, acompanhada de seus capangas

A caverna era repleta por aquelas rochas translúcidas, porém quanto mais o trio se aprofundava pela gruta, mais aqueles cristais pareciam brilhar. Eles iluminavam a caverna, dispensando a luz das lanternas que os dois homens estavam carregando. Os critais pareciam guiar aquele pequeno grupo para algum lugar.. Alguns minutos de caminhada foram necessários para que chegassem ao local desejado: uma sala feita completamente de cristais luminosos e com um pequeno obelisco de cristal no seu centro. Porém o que mais chamava atenção naquela sala era o que estava no topo do obelisco, uma espécie de ocarina feita de madeira estava bem posicionada naquele "santuário". Os olhos da mulher brilhavam e seu corpo se dirigia aquele artefato, as grandes mãos se apossavam do objeto que era logo levado a boca e com um sopro uma melodia era tocada. No mesmo instante as rochas cristalinas começavam a mudar de cor, o branco cegante era revertido para um amarelo cintilante, um tremor era sentido pelo grupo, algo tinha acontecido. A mulher sorria e logo ativava seu aparelho de comunicação, reportando o que tinha acabado de acontecer. - Está feito!

______________________________________________________________________________

- Aqui é Sunny Weathers direto da Ilha de Novus avisando para todos que não venham para a ilha! O caos se instaurou por Novus quando uma gigante nave levantou do mar e começou a flutuar pelos céus, a cidade está repleta de criminosos usando um entranho simbolo amarelo em seus peitos - A famosa jornalista parecia estar falando de algum esconderijo onde era possível ver alguns outros refugiados. Enquanto Sunny falava, fotos embaçadas de uma enorme nave amarela e negra flutuando pelos céus de Novus city, outras imagens com mais resolução eram mostradas, vitrines de lojas destruídas, imagens dos criminosos vigiando alguns edificios e agredindo pessoas, pokemons sendo capturados e a foto mais chocante: A estatua de Celebi e Jirachi pichada com apenas 4 palavras: D O O M. - Pelos relatos, todo esse caos começou quando um pequeno tremor ocorreu e junto a ele vários cristais amarelos começaram a saltar do chão. Ninguém sabe explicar o porque isso esta acontecendo, mas repito novamente: Não venha para Novus! A reportagem era encerrada.

Resumo e explicações:
Spoiler:
Basicamente, uma nova equipe vilã despertou um poder mistico de novus que espalhou vários fragmentos pela ilha. O objetivo da equipe é juntar esses fragmentos e uni-los para invocar Jirachi, um pokemon que é capaz de realizar qualquer desejo, o que essa nova equipe quer não é conhecido, porém não é algo bom e deve ser impedido por TODOS

Anteriormente era pensado em fazer os membros de outras organizações se aliarem a nova equipe e funcionar como uma espécie de combate entre os membros, porém isso não daria muito certo e estenderia o evento demais,
podendo faze-lo entrar em looping (vocês vão entender quando explicar como ele iria funcionar)


Funcionalidade no RPG
Spoiler:
> Novus seria destruída por uma organização nova e original.
- Neste caso, todas as localidades de novus seriam bloqueadas, sendo só possível utilizar as rotas de captura.

> Haveriam vários Grunts espalhados pela região
- Ao entrar em novus a chance de um pokemon selvagem aparecer seriam algo entre 50%, caso não apareça um pokemon irá aparecer um Grunt
- Você pode desafiar o Grunt ou fugir
- O objetivo "Boss Global" seria uma espécie de contador, onde toda a vez que qualquer membro derrotar um desses grunts será contado 1 ponto para a contagem geral.
- Cada uma das 4 áreas de novus teria um medidor próprio, quando o medidor de uma região fosse completado os grunts sumiriam do local e a localidade seria desbloqueada. (Por exemplo: Ao completar o medidor da zona leste a move mansion seria liberada, mas a infinity tower que se encontra na zona norte ainda estaria bloqueada até o contador dessa zona fosse completado)
- Ao completar todos os medidores Novus voltaria a sua função total e os grunts seriam expulsos.

> Captura das essências
- O objetivo da organização seria coletar fragmentos/pedaços/essências que se escondem pela ilha de novus (estilo os Zygarde Cells que ficam espalhados pela região de Kalos)
- Coletando todas as essências, Jirachi seria invocado e realizaria um desejo do líder da organização.
- Os grunts estariam espalhados por novus a procura desses fragmentos.
- Assim como o Objetivo anterior, esse também possuirá um contador, no caso dois. Um contara quantos pedaços foram coletados por membros e o outro quantos pedaços foram coletados pelos grunts.
- A cada dia os grunts recolheriam uma certa quantidade de fragmentos, enquanto os membros só poderão encontrar esses fragmentos doprando eles de pokemons selvagens ou roubando dos grunts. Caso o membro seja derrotado por um grunt o mesmo terá uma certa quantidade de cristais roubados.
- Haverão uma quantidade limitada de cristais. Vamos dizer que existam 500. Em um momento vamos dizer que os grunts tenham 300 e os membros 200. Nesse caso os grunts pararam de ganhar cristais diários e ficaram mais fortes para roubar os cristais dos membros.
- Caso os grunts não possuam nenhum cristal, batalhar contra eles não fornecerá nenhum cristal.
- Caso não haja nenhum cristal no ambiente, será impossível dopra-los de pokemons selvagens.
- Caso os membros consigam recolher todos os cristais, Jirachi aparecera e expulsará a organização da ilha de novus. Caso os grunts vençam eu ainda não decidi o que poderia acontecer.

> Observações

- Para balancear um pouco, o nível os pokemons dos grunts será baseado na média entre os pokemons do membro ou no número de insignias/fitas
- Fazer rotas em duplas seria a melhor opção, já que apareceriam o dobro de grunts e o dobro de pokemons selvagens, facilitando a realização dos objetivos.
- Poderia ser criado uma nova zona em novus "Base da Organização sem nome" onde seria bloqueada durante o evento, porém após o mesmo seria liberado como uma nova área onde se encontrariam certos pokemons, NPCs e outros locais especiais assim como novus.
- Uma vez que os mestres vão narrar os players, poderá acabar acontecendo uma facilitação nas batalhas para que os grunts não vençam o mestrado e roubem os cristais que afetam não só o mestrado como o mestre também. Por isso as lutas serão fiscalizadas para ver se nenhum mestre está facilitando
- Os prêmios do evento serão baseados em quanto o membro contribuiu nas batalhas contra os grunts e na busca dos cristais
- Lutas contra Grunts seriam realizados no sistema antigo, porém as lutas contra selvagens ainda poderia ser feitas no novo sistema.



Go against the system. Break the Wave. Rise the Tide!

Ficha: Oz Lighawk
Box: Storage and Itens
Diário: Diário de Jornada
Arceniopédia
Purificador
avatar
Purificador

Evoluidor
Inversor
Team Imperium
Mensagens : 2969
PokePontos : 3267
Extras : Vs. Diancie
Centro de Troca


Pers. Secundárias : P.S.
Rota Atual : Rota 502
Diário Mestre : Sorteios





Day Care : DayCare

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Sex Dez 01, 2017 7:17 pm

As votações estão abertas e é voto múltiplo.
Ate dia 10 de Dezembro poderão votar.

O Comentario é opcional mas fortemente recomendado, para também sondarmos o interesse dos membros por estas ideias. Obrigado :D
L Mars
Fundador
avatar
Fundador

Tamer Dark
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 15490
PokePontos : 4946
Extras : O Acordar de Darkrai
Berry Fields
Loja
[Sorteios]
Rota Atual : Chp. XI - Ecruteak City



Ver perfil do usuário http://bulbarpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Sex Dez 01, 2017 7:21 pm

Bom votei em D.O.O.M porque achei que foi bem interessante a forma que o Arcenio pensou nele, dar um maior foco para Novus foi uma sacada genial e a história dessa facção criminosa me fez interessar e escolher este meu voto para o Arcenio!
Freya
Admn Purif
avatar
Admn Purif

Curador
Elemn. Aero
Mensagens : 2909
PokePontos : 1198
Extras : Ficha
Box
Diário Mestre
Rota Atual
Sorteios
Templates
[Clã] Filoven

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Sex Dez 01, 2017 7:26 pm

Voto no Arcênio. Além de nova e interessante, o evento faz com que a interação entre os players aumente, já que seria preciso um certo trabalho em grupo para conseguir melhores resultados. Interação e dinâmica são os pontos forte do D.O.O.M



♫O que estou procurando não é um caminho fácil... Mas sim um jeito de andar pelo difícil♫
♫Coordenador ♫Guardião de Aura ♫Polícia ♫Criador de Tm's
Skarllet Sky
Coordenador
avatar
Coordenador

Guardião
Polícia
Mensagens : 793
PokePontos : 1044
Extras : Sorteios
Pers. Secundárias : P.S's




Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Sex Dez 01, 2017 7:49 pm

Voto no D.O.O.M, porque eu quero :hg:
Gostei do evento, achei bem interessante e afeta todos. Só quero ver se os membros perderem kkkk L.Mars destruiu o mundo, Arcenio vai destruir Novus.
Chris17
Treinador
avatar
Treinador

Guardião
Sem Profissão
Team Imperium
Mensagens : 1552
PokePontos : 1306
Extras : Sorteios
Gaiden
Answer Book
Pers. Secundárias :
Seiji
Erike
Mieko
Rota Atual : Cap. 09
Diário Mestre :
Diário
Gui
Daniel
Kanon



Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Sex Dez 01, 2017 8:56 pm

Eu gosto bastante da minha ideia, mas esse DOOM foi genial - aplausos de pé pro Arcênio. Vai ser muito legal se isso fizer alguns membros lutarem em conjunto pra conseguirem lidar com os ataques dos Grunts!
Ravenborn
Mestre Treinador
avatar
Mestre Treinador

Magnata
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 382
PokePontos : 1874
Rota Atual : Skyarrow Bridge
Diário Mestre : Mathito (Ami)
Sam



Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Dom Dez 03, 2017 3:02 am

Além do meu, os eventos que eu mais gostei (apesar de não ter votado, sorry) são:

Od' -> gostei da ideia pois apesar de seu um pokemon de evento, o principal motivo do evento é o drop dos itens do pokemon e não o pokemon em si. Pois a maioria dos eventos que eu vi parecem envolver só apenas o pokemon em si... Lembrem-se que o evento é para ser o principal.. o pokemon em sí só uma consequência tipo o do Fogos Crime onde o evento principal foi o fogo nas florestas e o secundário foi o Aipom que apareceu. Apesar de poder criar um evento principal com base nos que forem escritos, o Od foi o único que pareceu dar enfoque em outra coisa além do pokemon.

Na verdade foi o único que realmente gostei ou que vejo sendo bem usado.




Go against the system. Break the Wave. Rise the Tide!

Ficha: Oz Lighawk
Box: Storage and Itens
Diário: Diário de Jornada
Arceniopédia
Purificador
avatar
Purificador

Evoluidor
Inversor
Team Imperium
Mensagens : 2969
PokePontos : 3267
Extras : Vs. Diancie
Centro de Troca


Pers. Secundárias : P.S.
Rota Atual : Rota 502
Diário Mestre : Sorteios





Day Care : DayCare

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Dom Dez 10, 2017 5:49 pm

Lembrando que terão até hoje para votarem! Aproveitem!
Freya
Admn Purif
avatar
Admn Purif

Curador
Elemn. Aero
Mensagens : 2909
PokePontos : 1198
Extras : Ficha
Box
Diário Mestre
Rota Atual
Sorteios
Templates
[Clã] Filoven

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Dom Dez 10, 2017 9:41 pm

O meu voto vai também para o D.O.O.M. do Storm. Achei a ideia boa e bem elaborada e vai com aquilo que o novo Bulba tenta transmitir :D

Também votei no Ravenborn e do Willer pois a ideia dele seria ideal para Alola ^^
L Mars
Fundador
avatar
Fundador

Tamer Dark
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 15490
PokePontos : 4946
Extras : O Acordar de Darkrai
Berry Fields
Loja
[Sorteios]
Rota Atual : Chp. XI - Ecruteak City



Ver perfil do usuário http://bulbarpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Seg Dez 11, 2017 10:05 am

Com uma diferença avassaladora o 1º Prémio é para o ArcenioStorm pela sua ideia da D.O.O.M.

Em 2º Lugar temos o Ravenborn com a sua Oka'Oka Island!

Em 3º Lugar temos as historias do Willer, Clove e Od.
Parabens a todos!

Como prometido os prémios foram aumentados :D
Segue abaixo os novos prémios


Prémios:
1º Lugar - 5000§ e 1500 PokePontos (a serem usados na hora)
2º Lugar - 2500§ e 900 PokePontos (a serem usados na hora)
3º Lugar - 1000§ e 1 TM Status
Podem surgir mais prémios (e os atuais serem aumentados) de acordo com a participação dos membros.

Prémio de Participação: 2 Rare Candys
L Mars
Fundador
avatar
Fundador

Tamer Dark
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 15490
PokePontos : 4946
Extras : O Acordar de Darkrai
Berry Fields
Loja
[Sorteios]
Rota Atual : Chp. XI - Ecruteak City



Ver perfil do usuário http://bulbarpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Seg Dez 11, 2017 3:16 pm

Pegando as Rare Candies.
Orochi
Purificador
avatar
Purificador

Evoluidor
Elemn. Aero
Mensagens : 2754
PokePontos : 2275
Trocas : Loja em Novus
Extras : Sorteios
Pers. Secundárias : P.S.
Rota Atual : Route 509


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Seg Dez 11, 2017 3:44 pm

Pegar:
- 800PP = Metal Coat
- 300PP = TM Status (Rain Dance)
- 300PP = TM Status (Reflect)

Total= -1400PP



Go against the system. Break the Wave. Rise the Tide!

Ficha: Oz Lighawk
Box: Storage and Itens
Diário: Diário de Jornada
Arceniopédia
Purificador
avatar
Purificador

Evoluidor
Inversor
Team Imperium
Mensagens : 2969
PokePontos : 3267
Extras : Vs. Diancie
Centro de Troca


Pers. Secundárias : P.S.
Rota Atual : Rota 502
Diário Mestre : Sorteios





Day Care : DayCare

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Seg Dez 11, 2017 11:42 pm

Pegando meu premio de consolação. Eu mesmo atualizo.
Chris17
Treinador
avatar
Treinador

Guardião
Sem Profissão
Team Imperium
Mensagens : 1552
PokePontos : 1306
Extras : Sorteios
Gaiden
Answer Book
Pers. Secundárias :
Seiji
Erike
Mieko
Rota Atual : Cap. 09
Diário Mestre :
Diário
Gui
Daniel
Kanon



Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Ter Dez 12, 2017 2:27 am

Vim resgatar meus mimos: 1000§ + 1 TM Status (TM11 Sunny Day)

Atualizado por mim mesmo.


Stars can't shine... without the darkness...
avatar
Ranger


Curador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1053
PokePontos : 1405
Extras : Diário de Jornada

Rota Atual : Rota 001, Oeste

Diário Mestre : Mestra: Clove



Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado em Ter Dez 12, 2017 3:49 pm

3º Lugar - 1000§ e 1 TM Status

Tm - Trick Room
ATT
Willer
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Polícia
Mensagens : 675
PokePontos : 851
Pers. Secundárias : PS

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Concurso] Eventos Narrativos — Postado

Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum