Bulba RPG
Bem-vindo! Para ter acesso completo ao conteúdo do fórum deve fazer Login ou Registar-se
Bulba RPG
Fórum Roleplay de Pokémon
Passaram-se apenas dois meses desde a neutralização das maiores empresas criminosas. O mundo respirava de alívio novamente desde o Grande Cataclisma mas muitos começavam já a procurar pelo pior.O universo trabalha em padrões e nunca estes pardos foram tão nítidos como desde o Grande Cataclisma. Para cada momento de paz surge sempre um momento de caos.
estação
Primavera

Pokémon: Seguindo seus sonhos

Ir em baixo

Pokémon: Seguindo seus sonhos — Postado em Qui Jan 25, 2018 10:44 pm

Eu deveria fazer uma introdução dos personagens, principalmente da personalidade ou história, porém como eu sei que conforme os capítulos saem, a história poderia acabar mudando, prefiro evitar a fadiga de atualizar sempre que evento X ocorre.
Mas para manter um "padrão", vou atualizar as fichas dos personagens consoante o avanço pessoal de seus pokémon. Não quero que vocês se prendam a imagens, por isso, quando eu colocar a imagem para representar o personagem, tomem-a apenas como base, pois não tenho habilidades artísticas para desenha-los na mão.

Fora isso, todos podem comentar, mas peço que seja por PM apesar de ser difícil alguém fazer isso, pois assim não atrapalha a leitura das sequências. Mas claro, se o membro gastar um pouco do tempo dele escrevendo, irei colocar no fim uma citação minha sobre o que ele pensa, afinal, a Fan Fic é de fã para fã, não tirarei essa essência. Que fique claro que, sugestões são bem vindas, mas não necessariamente serão aplicadas :)

Personagens

Shiori:

Descrição Física: Shiori tem estatura média-baixa, é magra e branca. Seu cabelo é longo, loiro e totalmente liso. Costuma utilizar uma blusa branca, uma saia cos alto xadrez(amarelo) e salto alto marrom claro.
Pokémons:

Akande:

Descrição Física: Akande tem a estatura média-alta, é forte e levemente bronzeado. Seu cabelo é curto, castanho e espetado. Costuma utilizar uma camisa listrada (preto e branco) com uma blusa verde, bermuda jeans e sapato comum verde.
Pokémons:

Satya:

Descrição Física: Satya tem a estatura média, é magra e branca. Seu cabelo vai até os ombros, possui uma coloração semelhante a mel e é liso. Costuma utilizar uma blusa bege simples, um short curto jeans e sapato marrom claro.
Pokémons:

Elma:

[Sem imagem]
Descrição Física: Elma tem a estatura alta, é magra e branca. Seu cabelo é aparentemente preto, porém vive escondido por um chapéu azul escuro. Ela utiliza um sobretudo azul escuro e salto alto preto, sendo seu único acessório um óculos escuros.
Pokémons:

Ps: Como eu disse, a imagem é apenas uma base, tomem nota de que é a descrição física que representa o verdadeiro personagem ^^

Pais de Shiori:


Diferente dos demais, esses estão exatamente como imaginei
Pokémons:

Mulher Misteriosa:

[Sem imagem]
Pokémons:
*(Ice Knight Gallade)

Capítulos

#01 - Bem-vindo ao Laboratório
#02 - O que Ser?
#03 - A Misteriosa da Floresta
#04 - A Transformação
#05 - Novas amizades!
#06 - A escolha de Flabébé
#07 - O sequestro de Flabébé


Última edição por Sorano em Dom Fev 11, 2018 6:51 pm, editado 10 vez(es)
Sorano
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1765
PokePontos : 1871
Extras : Diário
Pers. Secundárias : Sr. e Sr.ª Yelistratova
Rota Atual : #012
Diário Mestre : Mestra Sorano




Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: Seguindo seus sonhos — Postado em Sex Jan 26, 2018 1:27 am

Aqui estão as legendas, apesar de estar bem especificado no texto quem está falando
Legenda:

Falas de Shiori
Falas da Mãe
Falas do Pai
Falas de Sycamore

Bem-vindo ao Laboratório!
#1 A manhã iniciava muito bem em uma das padronizadas casas de Vaniville Town. Com a janela da cozinha aberta, uma adorável mulher de cabelo castanho claro cantarolava alegremente enquanto preparava um cheiroso café da manhã, acabando por acordar um pokémon que repousava numa cama, no canto da cozinha.
- O dia está maravilhoso, não, Furfrou ? - perguntava a mulher, já colocando o café na mesa. Seu companheiro dava um longo bocejo, depois balançava a cabeça, concordando. - Já são quase oito horas e Shiori não acordou, se importa ?
O cão resmungou, mas logo se espreguiçou e seguiu até o segundo andar, onde silenciosamente abriu uma porta e adentrou. Em pequenos pulos, ele se aproximou de um garoto de cabelo loiro e médio, totalmente jogado na cama. Observando a cena, o cachorro aproximou seu nariz molhado no rosto do menino.
- Ahm ? - se perguntava o menino enquanto seus olhos abriam lentamente - QUE NOJO FURFROU!
No andar de baixo, a mulher sorria enquanto se sentava para tomar o café.

Após alguns minutos, os passos batendo no chão era ouvidos, anunciando que o garoto estava descendo. A mulher se levantou e aguardou ao lado da cadeira, mudando sua feição sorridente por uma séria.
- Que horas você pretende ir ao laboratório, mocinho ?
- Sete e meia, mamãe - respondeu enquanto cuidadosamente puxava a cadeira e se sentava, ainda olhando para ela.
- Lamento te informar, mas você está bem atrasado. Agora já são oito horas da manhã - a mulher desviava o olhar para se sentar, quando voltava a encara-lo, via o desespero em seus olhos. - Mas, não se preocupe, eu te levarei até o laboratório
O menino respirava fundo, se acalmando lentamente, ele iniciava a comer a deliciosa comida da mãe, abrindo um grande sorriso.
- Então, você já deve ter decidido qual caminho irá seguir, não ? - questionou olhando fixamente para o filho.
- Ahm, sobre isso... - enrolava, fazendo com que a feição da mulher mudasse para preocupada. - Eu ainda não sei - concluiu chateado.
- Bem - iniciou envergonhada. - Você está iniciando a jornada, poderá testar de tudo um pouco... mas sabe que depois terá que escolher o que fará no futuro
O menino desviava o olhar para o prato, ficando igualmente preocupado, ele o empurrava para o meio da mesa e retornava para o quarto. A mulher olhou para o canídeo, que apenas abaixou a cabeça, não aprovando a abordagem da mulher.

Após um banho, o menino retornava até a cozinha, onde se encontrava com a mãe, que não dizia nada, apenas dava um sorriso desajeitado. Em silêncio, eles foram até o carro, onde Shiori foi no banco de trás e Furfrou no banco da frente. Durante boa parte do caminho o menino olhava para o lado de fora, com uma feição triste, que atraiu a atenção do cão, que alertou sua dona.
- Ah... qual será seu inicial ?
- Fennekin, mas acho que já a perdi - respondeu, sem olhar pra mãe.
- Acho que hoje é nosso dia de sorte, não se preocupe, conseguirá pega-la - dizia quase de forma automática. Furfrou ficava decepcionado e também virava de costas para a dona, que suspirou triste.
Minutos após a quebra do silêncio ter se tornado uma situação desconfortável, todos abriam um lindo sorriso ao observar um grande monumento: a Prism Tower, anunciando que estavam na moderna Cidade de Lumiose. Sem avançar muito, o menino começava a cutucar a mãe.
- Pode me deixar aqui
- O que ? - perguntou, surpresa.
- Eu quero ir sozinho até o Laboratório
A mulher reduziu a velocidade até parar o carro, deixando seu filho descer. Ele foi até a janela de Furfrou e começou a afaga-lo.
- Obrigado por me trazer
- É difícil ser mãe, Furfrou - suspirou a mulher vendo seu filho se afastar. - É muito difícil

Ainda pensativo, o menino tentava limpar sua mente para observar a cidade. As lojas estavam lotadas, mesmo tão cedo, os humanos e pokémon caminhavam juntos, todos com um destino em comum, deixando-o desconfortável. Contudo, uma surpresa fazia o garoto voltar a sorrir.
- Pai ?
- Shiori ? - disse o homem, que largou um poste que estava arrumando para abraça-lo. - É bom te ver aqui... onde está sua mãe ?
- Pela cidade, eu vim buscar meu primeiro pokémon
- É hoje ? - o homem coçava a cabeça. - Se você tivesse me avisado eu poderia ter te levado... mas... EU POSSO!
O eletricista se dirigiu até uma mulher que também estava próxima do poste, com o mesmo uniforme. Ela concordou com algo que o homem disse e depois começou a mexer no poste.
- Abigail irá arruma-lo para mim, enquanto eu levo você até o labora...
- Eu quero ir sozinho, pai - interrompeu
- Mas, você sempre disse que...
- Isso mudou! - gritou irritado, porém ficou envergonhado ao ver as pessoas encaranado-o - Desculpa
- Escuta, seja lá o que esteja te deixando preocupado, esqueça isso - o homem sorria e abraçava o filho. - Não importa o que você escolha para sua vida, você tem apenas que estar satisfeito com o que faz
- A mamãe te contou ?
- O que ?
- Nada...
- Tudo bem - o homem levanta o rosto do filho. - Ela se preocupa muito com você, não fique chateado se ela disse algo errado, afinal, o erro faz parte das nossas vidas
- Obrigado, papai - ambos se abraçavam. - Poderia me levar ao laboratório ?
O homem sorria e sentia seu olho lacrimejar, depois pegava nas mãos de seu filho e começava a caminhar.

Algumas viradas de rua aqui e ali, eles finalmente chegavam na frente de uma grande construção, sendo facilmente identificada como o laboratório devido a quantidade de cientistas que passava pelas janelas. Shiori soltou seu pai e correu para subir os poucos degraus da entrada.
- Obrigado pelo apoio, eu te amo! - exclamava o menino.
Virando de costa, ele adentrava o edifício, deixando seu pai com os olhos brilhando. Olhando de dentro, o local parecia ainda maior, um corredor com várias portas de madeira fechadas o fazia sentir estranho, mas por sorte, um longo tapete vermelho, que levava até uma escadaria chamava mais atenção, pois um distraído homem de jaleco e cabelo preto descia, lendo vários papéis numa prancheta.
- Com licença, meu nome é...
- SHIORI - gritou o homem.
Soltando a prancheta, ele correu numa incrível velocidade até estar próximo do garoto. Alguns cientistas abriram suas portas e olhavam, revirando os olhos, eles batiam para fecha-las novamente.
- Eu sou o Professor Sycamore, é uma honra finalmente conhece-lo
- É um prazer conhece-lo também - disse com um sorriso nervoso. - Eu vim buscar meu primeiro pokémon
- Claro que você veio, por favor, me acompanhe
A dupla foi na direção da escadaria, onde o cientista recolhia sua prancheta e a colocava abaixo do braço, depois subiam para o segundo andar. A primeira porta a esquerda era seu destino, onde uma sala média possuía vários brinquedos, os quais dois pokémon azul e três verde brincavam.
- Eles estão um pouco agitados essa manhã, então basta me dizer qual você quer que eu vou pega-lo
- Eu quero um Fennekin - disse animado, procurando a espécie dentro da sala.
- F-Fennekin ? - perguntou nervoso. - Acho que todos já foram levados, eu sinto muito
O garoto ficava sério, depois se abaixava até sentar no chão. Um dos sapos parava de brincar e encarava a situação do menino, depois saltava até um canto da sala, onde um monte de almofadas estavam "tremendo". Saltando várias vezes, o professor foi averiguar o que estava acontecendo.
- Fennekin! - exclamou o homem, fazendo com que o menino levantasse a cabeça. Ele então foi ao seu encontro, com a raposa tremendo de medo em seu colo.
- E-Eu... não acredito - o menino também tremia enquanto esticava as mãos para apanha-la.
- Ela é bem especial, cuide bem dela - completou o professor, entregando-a para o menino.
- Ela está tremendo bastante - ele se ajoelhou e colocou a raposa no chão, que se enrolou tampando o rosto com a cauda. - Eu sei que você está com medo... pra falar a verdade eu também estou, o futuro pode nos guardar coisas boas ou não, mas não podemos ficar presos em suposições, precisamos tentar - ele esticou a mão. - Mas com você, sei que poderei enfrenta-los, espero que você se sinta assim também, por favor, confie em mim
A raposa levantava a cabeça, tocada com o discurso, porém dava dois passos para trás, preocupando o professor. Pegando impulso, a raposa saltava no colo do menino e lambia seu rosto, animada para ser treinada por ele.

Após a confraternização de mestre e pokémon, o professor separou alguns itens essenciais e os entregou para o menino, acompanhando-o até a porta.
- Bom, esse é o inicio de sua jornada, espero te encontrar novamente um dia, Shiori
- Eu também professor, mas antes de eu ir, como sabia meu nome ?
- Eu sou padrinho de casamento de seus pais - surpreso, o menino começava a rir
- Eles nunca haviam me falado de você, mas foi bom te conhecer
Repentinamente, Shiori abraçava Sycamore, deixando-o sem graça por um instante, porém ele retribuía. Abrindo a porta, pai e professor se encontravam, apertando as mãos e conversando sobre o passado, até finalmente se despedirem.
- Shiori... um perfume... adorável - concluía o homem, observando sua partida.
continua





Última edição por Sorano em Qua Jan 31, 2018 5:37 pm, editado 1 vez(es)
Sorano
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1765
PokePontos : 1871
Extras : Diário
Pers. Secundárias : Sr. e Sr.ª Yelistratova
Rota Atual : #012
Diário Mestre : Mestra Sorano




Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: Seguindo seus sonhos — Postado em Sab Jan 27, 2018 8:51 pm

Aqui estão as legendas, apesar de estar bem especificado no texto quem está falando
Legenda:

Falas de Shiori
Falas da Mãe
Falas do Pai
Falas de Akande
Falas da Enfermeira
Ps: Verifique sempre o primeiro post, pois ele contém a descrição dos personagens ^^

O que ser ?
#2 Havia passado algumas horas desde que a família de Shiori havia chegado de Lumiose. A mãe organizava a bolsa do filho, o pai lavava a louça e o garoto escovava a raposa no sofá.
- Vocês estão formando uma amizade muito bonita - dizia a mulher, passando a bolsa para o filho.
- Obrigado! O pelo dela é bem macio, quero preservar isso
- Você seria um ótimo criador, assim como sua mãe - o homem então envolveu seu braço na cintura da mulher.
- Acha mesmo ? - com os olhos brilhando, ele anotava algo em um caderninho. - E você pai ? Sempre sonhou em ser eletricista ?
- Bom... eu era treinador, até entrei na Liga, porém não fui capaz de derrotar a Campeã, então desisti e segui uma carreira mais simples - o menino retornava a anotar no caderno, deixando os pais curiosos.
- O que está anotando ?
- Possibilidades, como não sei o que quero fazer, vou testa-las e depois escolher
A mulher ficava surpresa com a resposta, mas logo se desconsertava com um beijo no rosto, anunciando a partida de seu filho.
- Espera! - gritou a mulher, indo até o balcão e apanhando uma caixa. - Quero que você fique com isso
Shiori se apressava para abri-la, encontrando uma simples fita amarela.
- É...
- Sua cor favorita, eu sei - sorriu. - Mas estamos te dando para que você sempre se lembre de nós, não importa o quão cruel seja o futuro, estaremos sempre aqui
- Independente de suas escolhas, iremos ama-lo
Todos ficavam emocionados, então se uniam para um abraço triplo, onde pequenas lágrimas escorriam de cada rosto, até o momento da partida, onde todos acenavam até o garoto sumir de vista.

A tarde já havia iniciado, era por volta de meio-dia e meio quando o garoto atravessava o caminho de terra batida com algumas árvores, onde uma placa no canto indicava "Rota 1". Os boatos eram de que a estrada não era extensa, mas já faziam alguns minutos que ele estava caminhando e ainda sim não havia visto uma pista da cidade.
- Acho melhor descansarmos Fennekin
Ambos seguiam para baixo de uma árvore, onde havia um poço de pedra, que não era muito fundo. Esticando um longo pano, o menino sentava e apanhava o almoço.
- Mamãe fez questão de fazer o almoço, mas a janta é por minha conta - disse confiante de suas habilidades. - Não esperava que o sol estivesse tão quente
Enquanto se queixava, o menino foi até o poço e encheu sua garrafa, já bebendo-a para refrescar. Alguns minutos depois, um menino de cabelo castanho escuro surgia, mergulhando o rosto no balde do poço.
- Delicioso! - exclamava satisfeito, depois se recompunha para cumprimentar o outro viajante. - Eu não tinha te visto ai, alias, não vi ninguém já faz um bom tempo... aceitaria uma batalha ?
- Uma batalha ?
Shiori nunca havia batalhado, mas aquela seria sua chance de escolher ser um treinador, então ele se levantou e concordou com a cabeça.

x

- Froakie use Bubble
- Fennekin use Ember

O sapo aquático subia na árvore e então disparava do alto uma rajada de bolhas, que caiam sobre o corpo da raposa e causava um super efetivo. Por outro lado, a rajada quente da Fennekin não era tão efetiva, fazendo o sapo rir.

- Continue com seus golpes
- Você também Fennekin

Agora a dupla de inicias disparava seus golpes ao mesmo tempo, onde a colisão deles fazia com que uma névoa surgisse no campo, limitando a visão dos treinadores.

- Froakie use seus Frubble!

A raposa era medrosa, estar no meio da névoa a fazia choramingar, facilitando ao sapo descobrir sua localização. Ele lançou um pedaço do conteúdo grudento de seu pescoço, que colava a pequenina no chão.

- Finalize-a!

Na mesma direção, o sapo disparava a rajada de bolhas, fazendo com que a pequenina sofresse mais um super efetivo, o último que ela aguentava, então caía desmaiada.

- Fennekin! - gritou correndo até a raposa, colocando-a no colo. Ela abria lentamente os olhos e parecia pedir desculpa. - Não se preocupe, eu vou cuidar de você
- Você lutou bem, apesar da desvantagem de tipo - confortou o treinador.
- Desvantagem de tipo ?
- Você sabe, a base de um treinador, saber que fogo é forte contra grama, que é forte contra água, que é forte contra fogo, pura estratégia - tentava explicar, acabando por confundi-lo.
- Não sei se entendi, mas talvez não consiga por que isso não é pra mim
- Se vale a dica, sua Fennekin tem movimentos bem delicados, talvez ela consiga se destacar nas apresentações de contest
- Apresentações ?
- Sim, coordenadores... nunca ouviu falar ?
O garoto retirava novamente o caderno, riscando e escrevendo algo numa lista enquanto ignorava a pergunta do treinador.
- Isso é ruim - disse olhando para a pokébola de Fennekin, depois revirava a bolsa e tirava um frasco roxo.
- Não faça isso! - o treinador apanhava a poção do outro. - Tem um Centro Pokémon bem perto, por que não cura ela lá ?

Os garotos seguiam juntos pela estrada, em silêncio, Froakie estava agitado, então Shiori o pegou e começou a afaga-lo, deixando-o mais relaxado. Com tudo mais tranquilo, a dupla apenas analisava os selvagens passando entre os troncos das árvores, até pisar em uma calçada, chegando na Cidade de Aquacorde.
- Vamos, é por aqui! - o treinador começava a correr, direcionando o outro até uma grande construção branca e vermelha. - Este é o Centro Pokémon, venha Froakie
O sapo saltava para o colo do dono, sendo levado até o balcão, onde uma mulher de cabelo rosa o acolhia. Em seguida, o treinador corria até os fundos do Centro. Respirando fundo, Shiori também adentrava o salão, ficando frente a frente com a jovem simpática.
- Bem-vindo ao Centro Pokémon, eu sou a Enfermeira Joy e cuidarei de seus pokémon
- Audino! - dizia um pokémon que a acompanhava sorrindo.
- Eu só tenho a Fennekin, por favor, cuide bem dela
- Pode ter certeza que vamos - a pokébola era colocada em uma bandeja, Audino então a levava até uma porta, onde estava escrito "Sala de Cura".
Curioso com o desaparecimento do treinador, Shiori seguiu seus passos, indo até o fundo do Centro, onde se deparava com duas arenas, onde quatro pessoas batalhavam. O dono de Froakie ficava animado com cada colisão de ataques, porém Shiori sabia que aquilo não era para ele, então retornando para a entrada, ele se sentava num banco do canto, caindo no sono.
- Desculpe incomoda-lo, mas quero dizer que seu pokémon já está melhor
A raposa era trazida numa maca, saltando diretamente em seu dono e lambendo seu rosto.
- Que bom que você está bem, obrigado Joy!
Shiori então se levantou e voltou para os fundos da instalação, porém ela já estava vazia. Ele retornou ao balcão e questionou a enfermeira.
- Enfermeira, você sabe qual é o nome do garoto que estava aqui ? O do Froakie
- Ele se chama Akande, por que ?
- Nada, eu só pensei que... deixa pra lá - ele sorriu gentilmente. - Sabe se há algum coordenador na cidade ?
- Coordenadores ? São bem raros em Kalos, você deve imaginar - disse a mulher, colocando-se em modo pensativo. - Ah, é claro, ouvi dizer que há uma turista que é coordenadora, dizem que ela fica próxima da fonte
- Obrigado Joy, Audino! Até algum dia
Ambas atendentes abriam um sorriso no rosto, observando a partida do garoto.
continua



Sorano
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1765
PokePontos : 1871
Extras : Diário
Pers. Secundárias : Sr. e Sr.ª Yelistratova
Rota Atual : #012
Diário Mestre : Mestra Sorano




Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: Seguindo seus sonhos — Postado em Seg Jan 29, 2018 5:13 pm

Aqui estão as legendas, apesar de estar bem especificado no texto quem está falando
Legenda:

Falas de Shiori
Falas da Enfermeira
Falas da Mulher Misteriosa¹
Falas de Theodora
Falas da Mulher Misteriosa²
Ps: Verifique sempre o primeiro post, pois ele contém a descrição dos personagens ^^

A misteriosa da floresta
#3 Shiori estava bem animado para conhecer a coordenadora que estava na cidade, correndo o mais rápido que podia na direção da fonte. Para sua tristeza, alguns locais diziam que ela já havia partido, mas que provavelmente voltaria no dia seguinte, sendo assim, ele retornou para o Centro.
- Não conseguimos encontra-la Fennekin - disse respirando fundo enquanto penteava  o pelo da raposa. - Mas amanhã iremos tentar de novo
A enfermeira observava a tristeza do garoto por uma fresta na porta do quarto, mas sabia que podia ajuda-lo de alguma forma.
- Olá, Shiori, sabe... os coordenadores em geral fazem apresentações, então seria bom você treinar uma
- É mesmo, obrigado Joy! - o garoto recuperava toda a alegria, abraçando seu pokémon, ele ia até os fundos do Centro.

Buscando um lugar bem reservado, Shiori avançou por uma floresta atrás do Centro, acabando por achar um rio bem calmo. No canto do rio havia uma pedra lisa, foi onde o aspirante a coordenador colocou Fennekin para prepara-la numa apresentação.
- Certo, a coordenação se baseia na combinação de movimentos para a transformação de novas coisas, deveremos trabalhar nisso, ok ? - a raposa concordava. - Certo, use Ember para o alto e depois Scratch!
A raposa saltava e disparava pedras flamejantes de sua boca o mais alto possível, deixando-as cair lentamente no ar. Em seguida, ela retornou a saltar, agora com suas garras brilhando, ela aplicava um arranhão em cada pedra. O contato fazia as pedrinhas se partirem e explodirem espontaneamente, criando uma chuva de pigmentos laranja, que estavam em destaque devido a luz baixa da lua. Uma sombra humana, que estava a observar tudo, se deslocou silenciosamente.
- Você fez um ótimo trabalho
A pequenina saltou no colo do dono, onde eles trocaram afagos por alguns segundos, depois se deitaram na grama e começaram a observar o céu. Tudo corria bem até um grande brilho azul surgir em meio a floresta, o menino se levantou e foi em sua direção. Chegando na origem do brilho, ele se abaixava atrás de um arbusto enquanto observava entre as folhas um pokémon criar uma gigante esfera azul fria e que liberava faíscas.
- Quem é aquele pokémon ? - questionou a pokédex, apontando-a para o misterioso.
- Gallade, o pokémon espada, é a forma evoluída de Kirlia. Gallade estende seus braços e cotovelos como espadas, para proteger alguém, ele luta ferozmente.
- Ele é diferente do que está sendo mostrado
- Gallade possui uma forma diferente quando exposto a uma coroa de gelo, um mito antigo de Novus - respondia a pokédex.
O menino ficava assustado com a resposta da pokédex, mas retornava os olhos no misterioso acima de uma pedra no meio do rio. A esfera parecia ter alcançado seu tamanho máximo, sendo levantada pelo usuário, ficando parada no meio do céu, onde um grande pokémon com dois imãs presos o circulava.
- Magnezone, o pokémon área magnética. Ele evolui de Magneton quando exposto a determinados locais com grande força magnética
O imã terminava de rondar o círculo e se posicionava acima dele, depois liberava um forte som metálico de seu corpo criando anéis que explodiam a esfera. A mistura de movimento fazia um brilho roxo surgir, os anéis criados pelo metálico se uniam com as faíscas, criando uma cúpula, onde uma linda mulher de cabelos negros girava com a dupla de pokémon.
- Incrível - disse o menino, saindo do esconderijo.
- Magnezone use Discharge!
O corpo do metálico ganhava faíscas amarelas, que eram liberadas na cúpula e criava uma explosão de raios, cegando momentaneamente o menino. Quando o brilho dissipou, tanto a mulher quanto os pokémon haviam desaparecido.

Shiori havia retornado para o Centro e passado a noite por lá, quando acordou, só conseguiu pensar na mulher que havia visto na floresta.
- Fennekin, levante, vamos! Com certeza aquela era a coordenadora que a Joy falou, vamos atrás dela!
No meio da cidade, um aglomerado de pessoas chamava a atenção, sendo o primeiro local do garoto para caça-la. O menino se apertou entre a multidão para passar, vendo no meio das pessoas uma mulher de cabelos negros com três pokémon verde se apresentando num palco improvisado.
- E... fim!
As pessoas começavam a aplaudir, porém o garoto não ficava nada satisfeito. Antes de todos se afastarem, ele decidiu se comunicar com a mulher.
- Desculpe, você é a coordenadora da cidade ?
- Sim... eu acho - a mulher se ajoelhava para arrumar o palco que havia criado. - Me chamo Theodora, você é ?
- Shiori - completou. - Eu gostaria de saber como é ser um coordenador, poderia me ajudar ?
A mulher levantava e arrumava os óculos, em seguida observava a multidão, que parecia pedir por aquilo.
- Tudo bem

- Um coordenador sempre passa por duas fases, sendo assim, vamos começar com minha apresentação e depois você faz a sua, deixamos a platéia decidir
- Certo
Shiori dava dois passos para trás, a mulher pegava um dos pokémon verde, parecido com um sapo e se posicionava.
- Bulbasaur use Poison Powder e Sweet Scent!
Da semente nas costas do pokémon surgia um pó fino e roxo, que caia delicadamente no ar, em seguida, um pó rosado era liberado, com um aroma doce que encantava a todos. Ambos se misturavam, deixando o roxo em evidência.
- Agora Solar Beam!
A semente de Bulbasaur começava a brilhar amarelo enquanto um círculo surgia em sua ponta, disparando um poderoso raio na direção dos pós, eles explodiam. A reação era semelhante ao universo, sendo os pigmentos do raio solar o representante das estrelas, a platéia aplaudia.
- Nossa vez Fennekin - o menino tomou o lugar da coordenadora. - Fennekin, para o alto, use Ember e depois Scratch!
Saltando na mão do dono, a raposa era jogada para cima onde disparava suas pedras flamejantes no ar. Mal voltava ao colo de Shiori, a pequena já era devolvida aos ares, arranhando as brasas, ela recriava as explosões laranja, deixando a platéia animada.
- Use Tail Whip!
Confusa, Fennekin decidiu apenas obedecer o dono. Os pigmentos laranja que caiam começavam a ser atraídos até a cauda da pequenina, que balançava de maneira fofa e deixava-os maravilhados.
- Nada mal, mas vamos ver a segunda fase: batalha
- Batalha ?

- Ainda estou com você, Bulbasaur - disse a mulher, posicionando-se na frente do garoto junto com seu pokémon.
- Fennekin use Ember!
- Bulbasaur use Poison Powder
Enquanto carregava a rajada flamejante, o sapo disparou o fino pó venenoso na direção da raposa, que cobriu seu espaço. A reação não era a esperada, o pó explodia com as chamas, afetando unicamente Fennekin no processo. Ao menos o efeito da explosão animava a platéia.
- Bulbasaur use Vine Whip
Duas vinhas nasciam do sapo, ela formava um coração em torno da raposa, depois prendiam a mesma e a lançava contra a parede da fonte.
- Fennekin, vamos tomar cuidado da próxima, continue com Ember
Recuperando-se rapidamente, a raposa disparava uma forte rajada quente em seu adversário, causando o super efetivo e queimando a semente do gramíneo.
- Isso não foi bonito, você está bem ? - Bulbasaur acenava com a cabeça, mesmo ferido. - Vamos finalizar, jogue-a na fonte!
Bulbasaur saltou na beira da fonte e apanhou a raposa com as vinhas. Ele brincou com ela no ar, lançando e girando-a, até finalmente derruba-la dentro da fonte, onde a água que foi levantada apagou as queimaduras do sapo.

Fennekin era retirada da fonte pelo garoto, ensopada, ela estava incapaz de utilizar seus golpes. Vendo que tudo havia encerrado, a platéia agradecia o show e partia.
- Me perdoe por ter feito isso, não imaginei que ela era tão nova
- Tudo bem - perdoou, cabisbaixo.
- Se me permite a observação, você é ótimo na apresentação
- Obrigado
- Mas, talvez você tenha problemas na batalha - disse sentando-se ao lado do garoto. - Ambas as fases são importantes, você pode ser incrível em uma, mas precisa da outra para vencer, pense nisso
Theodora recolhia suas últimas coisas e partia. O garoto ficava pensativo sentado na fonte, até ser surpreendido com uma toalha sendo jogada no rosto.
- O que ? - se perguntou, ao olhar para a frente, se deparou com uma mulher de chapéu e óculos, que dificultavam a visão de seu rosto.
- Não é bom para ela ficar molhada
O menino esticava a toalha e secava sua parceira calmamente. A mulher misteriosa se sentava ao lado de Shiori e observava as pessoas passarem.
- É difícil encontrar algum lugar no mundo, certo ? - surpreso, Shiori concordou com a cabeça. - Você não tem boca ?
- Me desculpe... sim, é bem difícil - respondeu envergonhado.
- Você fez uma boa apresentação aquela hora, é difícil uma Fennekin nova ter movimentos tão bem feitos como a sua
- Parte foi treinamento e a outra é o próprio talento dela - suspirou. - Mas não posso focar nisso, se batalhas não são pra mim, por que ser coordenador ?
- E quem falou em coordenação pokémon ? - disse a mulher, se levantando. - Venha comigo se quer ter uma visão mais ampla do mundo
Com medo do que podia acontecer, o menino apenas observou a mulher caminhar até o Centro.
continua



Sorano
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1765
PokePontos : 1871
Extras : Diário
Pers. Secundárias : Sr. e Sr.ª Yelistratova
Rota Atual : #012
Diário Mestre : Mestra Sorano




Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: Seguindo seus sonhos — Postado em Qua Jan 31, 2018 5:37 pm

Aqui estão as legendas, apesar de estar bem especificado no texto quem está falando
Legenda:

Falas de Shiori
Falas de Akande
Falas de Elma
Falas da Enfermeira
Falas do amigo de Elma
Ps: NÃO DEIXE de verificar o primeiro post e ficar alerta com as mudanças ^^

A Tranformação
#4 A mulher misteriosa estava no Centro Pokémon, sentada num banco enquanto balançava a perna, impaciente, porém também parecia se distrair com a revista em mãos. Apertando Fennekin nos braços, o jovem passava pela porta, atraindo a atenção da mulher.
- Pensei que nunca viria, já estava indo embora - disse utilizando um tom grosso.
- Me desculpe, mas eu nem sei seu nome então...
- Elma - interrompeu. - Meu nome é Elma
- Certo, Elma, estou te ouvindo
A mulher fechava a revista e levantava do sofá, indo até um outro canto do Centro, sendo seguida pelo garoto. Ligando um computador, ela abria uma série de videos.
- Quero que você conheça toda a graça das Performer Pokémon
O menino ficava encantado com cada vídeo mostrado, varias meninas competiam entre si num palco, sem batalhas, tudo pacífico e gracioso, como ele sempre sonhou.
- Isso é incrível! Eu já havia visto, mas agora parece mais legal - disse bem animado, porém esta se degradava, até sumir. - Mas é uma competição feminina, não posso entrar
- É justamente por isso que estou aqui - disse a mulher erguendo o rosto do menino. - Talvez seja estranho para você, mas se aceitar, te transformarei numa garota performer
- O que ? E-Eu não sou nada parecido com uma garota - concluiu receoso.
- Pois eu acho que você tem alguns traços femininos no rosto, basta uma maquiagem que ninguém notará a diferença
- O que meus pais pensariam disso ? - ele gostava da ideia, mas temia julgamentos.
- Ouça, não tenho tempo para indecisão agora - ela revirou a carteira e passou um cartão para o garoto. - Se aceitar meu convite, ligue e eu virei o mais rápido possível - a mulher então foi na direção da porta. - Não ouse perde-lo!

Se passaram algumas longas horas desde que a mulher foi embora, Shiori havia se trancado em um dos banheiros do Centro e ficava encarando um espelho de bolso.
- Você... uma menina ? - se questionava, imaginando seu cabelo mais longo e a maquiagem, fazendo-o sorrir. - Não seria tão mal, mas...
Fennekin observava toda a tristeza nos olhos de seu dono, então ela mordia seu sapato e começava a puxa-lo com a força que tinha. Triste, ele resolveu apenas ceder, seguindo sua parceira de volta ao quarto, onde ela levava a fita até o garoto.
- Minha fita ? Por que você ... - as lembranças de seus pais surgiam, as palavras reconfortantes deles de "sempre iremos te amar" criavam um grande sorriso no rosto do menino. - Obrigado Fennekin
Abraçando a raposa, ele colocava a fita contra o peito, sentia como se o abraço que deu nos pais estivesse sendo recriado naquele momento. Retirando o cartão do bolso, ele ligava para o número de Elma.
- Então você irá aceitar ? - questionou assim que atendeu. - Fico feliz com isso - disse a mulher, com a voz um pouco mais doce que a anterior.
- Sim, sua voz está diferente
- É... esses aparelhos, costumam alterar nossa voz - respondeu atrapalhada. - Eu estou um pouco ocupada agora, mas fique acordado, logo chego ai

Shiori arrumou o cabelo e deu uma rápida penteada na raposa, em seguida foi até a frente do Centro, sentando-se num banco, ele aguardava o surgimento da mulher. A lua era a sua única luz naquele local com o vento incessante e frio.
- Sugiro que você entre, apesar de ser Verão, a grande quantidade de água que cerca a cidade faz a noite ser bem fria - alertava a Enfermeira, abraçando um cobertor.
- Eu estou esperando uma pessoa, ela só está atrasada, eu acho
- Nesse caso, aceite esse cobertor - a mulher caminhou até o garoto, retirado-o de seu corpo, ela entregava ao menino. - Prometa-me que se ela não chegar em 10 minutos você vai entrar
- Eu prometo, obrigado Enfermeira
Shiori abraçava o cobertor com Fennekin dentro, o calor da enfermeira ainda estava presente, porém era quase apagado pela forte quentura da raposa. Eles olhavam para direções distintas, buscando apenas um sinal de vida naquela noite vazia.
- Será que ela não vem ?
Ambos pareciam tristes, porém a raposa aquecia mais seu corpo para confortar o dono. Repentinamente, um carro preto surgia em alta velocidade pela rua de cima, parando bem na frente do garoto e abrindo a porta lentamente.
- Perdoe a demora, você ligou em cima da hora, mas por sorte consegui tudo o que precisava, entre no carro
Enquanto se sentava, a mulher puxou a pokédex do bolso do garoto e retirou o cobertor de seu corpo. Ela desceu do carro e adentrou o Centro, tendo uma conversa com a Enfermeira, ela retornava apenas com a pokédex, que parecia estar fazendo uma atualização. Num simples sinal, o motorista dava a partida e seguia viagem.

Não demorou muito para que eles chegassem no destino: um luxuoso hotel, ainda dentro de Aquacorde. A mulher foi a primeira a descer, sendo ajudada pelo motorista, que fez o mesmo com o garoto, levando-os até a porta.
O local era de fato bem bonito, o hall era enorme, com uma fonte em seu centro e uma variedade de plantas no canto. O gigante lustre de cristal tomava conta de toda a iluminação do local, mantendo tudo bem claro devido a madeira clara utilizada no chão. Elma foi até o elevador com o garoto, dizendo o número de andar para o ascensorista. Ainda perseguindo-a, Shiori adentrava um grande quarto bege, com uma linda penteadeira e uma sacada que dava para o rio que corria pela cidade.
- Aguarde aqui - disse a mulher colocando Fennekin na cama, que concordava. - E você, sente ali - ela apontava para uma cadeira vermelha e dourada que estava na frente da penteadeira.
- Esse lugar é incrível, você deve ser muito rica
- Você não imagina o quanto, mas não temos tempo para papo, se ficar em silêncio, tudo terminará logo
O menino começou a encolher enquanto a mulher ia de um lado para o outro, pegando coisas nos armários. Finalmente, ela sentava no sofá, olhando atentamente para a porta enquanto aguardava. Três minutos depois uma batida na porta quebrava o silêncio, forçando Elma a levantar e ir atende-la.
- Ele chegou
A mulher abria lentamente a porta, ao notar que era a pessoa esperada, ela o puxava para dentro. Shiori finalmente podia observa-lo: ele era alto e magro, porém tinha o rosto bonito, exceto o cabelo, que era bem... peculiar.
- El...
- ELMA! - gritou. - Não tenho tempo para papo, preciso que você cuide de alguém pra mim
O homem se posicionava atrás de Shiori, ele olhava o menino pelo espelho enquanto passava a mão em seu cabelo, admirado com a maciez.
- É um cabelo muito bonito e arrumado, o que quer que eu faça ?
- Transforme-o em uma garota
Arregalando os olhos, ele encarava a mulher, mas via que se tratava de algo sério. Retornando os olhos para o menino, ele se agaixava.
- Isso não vai ser difícil, prometo cuidar muito bem de você - sussurrou para o garoto.
~ [Imagine uma passagem de tempo aqui, com pequenas cenas do homem analisando o rosto de Shiori, Elma revirando várias páginas de revistas e Fennekin animada com cada mudança]

- E... voilà - concluiu o homem
Elma já havia lido todas as revistas do quarto, então estava a observar pela janela antes de ser convidada a ver o resultado. Caminhando lentamente, ela observava as mudanças de Shiori através do espelho. Ele havia recebido apenas alguns apliques e uma maquiagem simples, de fato, a feminilidade já estava estampada no rosto do performer.
- Muito bem, você está linda
A menina concordava, até finalmente abrir os olhos e se emocionar com a nova aparência, abrindo um enorme sorriso.
- Levante-se, ainda não terminamos sua transformação
O homem dava a mão para a mais nova performer, que se levantava e era levada até um separador, indo para o lado de trás, Elma então transferiu pelo lado de cima novos trajes.
- Eu não sei se isso vai funcionar - disse encarando o próprio corpo.
- Venha aqui e deixe-me decidir isso
A menina abandonava lentamente o separador, estava agora com uma blusa branca, uma saia xadrez amarelo e um salto alto marrom claro.
- Precisamos praticar sua andar, mas ainda sim falta algo - a mulher caminhou até a penteadeira, onde encontrou a caixa com a fita de Shiori. - O que é isso ?
- É um presente da minha mãe
- Hmm, ela tem bom gosto
Elma caminhou até a menina, pegando seu braço, ela fazia um laço no pulso da jovem com a fita, o sorriso demonstrava sua satisfação.

Após algumas aulas com a mulher de como andar de salto alto, Shiori era levada de volta para o Centro Pokémon.
- Fique com as roupas até se acostumar
- Certo
- Eu irei te fazer grande Shiori, eu prometo - finalizou a mulher.
O vidro do carro fechava totalmente e o carro dava a partida. A menina pegava sua raposa no colo e então adentrava o Centro, acabando por ter um encontro surpresa: Akande atravessando na ponta dos pés o hall até o quarto.
- O-Olá - cumprimentou envergonhado
- O-Oi
- Ahm... eu só estava treinando um pouco lá fora
- Tudo bem, não precisa se explicar para mim
- Você tem razão - o rosto do menino ficava totalmente vermelho. - Me chamo Akande
- Eu me chamo... - a menina ficava receosa
- Shiori - completou a enfermeira, surgindo do lado dos dormitórios femininos. - Ela é uma garota nova aqui, seja legal
- Pode deixar, foi bom te conhecer... Shiori - completou o menino antes de completar sua entrada no quarto.
- Digo o mesmo
A Enfermeira encarou a menina com um sorriso no rosto, depois se virou e retornou para o quarto, deixando a mais nova performer confusa.
continua



Sorano
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1765
PokePontos : 1871
Extras : Diário
Pers. Secundárias : Sr. e Sr.ª Yelistratova
Rota Atual : #012
Diário Mestre : Mestra Sorano




Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: Seguindo seus sonhos — Postado em Qui Fev 01, 2018 6:42 pm

Aqui estão as legendas, apesar de estar bem especificado no texto quem está falando
Legenda:

Falas de Shiori
Falas de Akande
Falas de Satya
Falas de Elma
Falas da Enfermeira
Ps: NÃO DEIXE de verificar o primeiro post e ficar alerta com as mudanças ^^

Novas Amizades!
#5 O sol já estava muito acima das montanhas que rodeavam a linda cidade de Aquacorde, porém nossa aventureira permanecia em um doce sono, evidenciado pelo sorriso no rosto. Um toque de celular quebrava o silêncio do quarto, acordando a menina que resmungava antes de atende-lo.
- O que foi ? - perguntou de maneira rude
- Cuidado com o jeito que fala comigo, garota! - respondeu Elma, bem irritada. - Você sabe que hoje é o último dia para se inscrever no Showcase de Aquacorde, certo ?
- O QUE ?

A menina gritava e já desligava o celular, colocando às pressas suas roupas e começando a correr. A pobre Enfermeira tentava se comunicar com a menina, mas era ignorada. Percorrendo pela cidade, a jovem acabava por pedir informações para vários habitantes, mas mal aguardava a resposta completa e já buscava novas pessoas. Desesperada pelos últimos minutos que ainda tinha, ela acabava por trombar com uma outra jovem, que carregava um cabide nas mãos, com um saco preto cobrindo a roupa.
- Olha por onde anda, quase acabou com minha roupa nova!
- Me perdoe - se desculpou, fitando uma parte da roupa que estava para fora, ela era rosa e bem detalhada. - Você é Performer ?
- Sim, por que ? - questionou se levantando e batendo na poeira que havia grudado na roupa.
- Onde são feitas as inscrições ?
- No Centro Pokémon
Shiori respirava fundo e sentia que havia feito tanta coisa pra nada. Voltando a correr, ela chegava na frente do Centro, parando perfeitamente no balcão e assustando a enfermeira, que derrubava uma bandeja vazia no chão.
- Eu quero me inscrever para o Showcase!
- Pokédex, por favor
Shiori sentia um aperto no peito, mas passava seu aparelho para a mulher. A tela do computador revelava que faltava apenas dois minutos para o fechamento das inscrições, deixando-a nervosa caso algum erro ocorresse.
- Não dá pra acelerar isso ?
- Está quase lá, peço sua paciência
Dito e feito, as informações da Performer surgiam no ecrã do aparelho, seu nome estava igual, mas sua foto e sexo haviam sido alterados.
- Ufa
- Não tem com o que se preocupar, ela já havia cuidado de tudo - disse a enfermeira devolvendo a pokédex e liberando um sorriso sincero. - Boa sorte!

Alguns minutos após a confirmação de sua inscrição, Shiori separava seu tempo para um relaxante e demorado banho quente, que era interrompido, novamente por seu celular.
- Vejo que conseguiu entrar, meus parabéns - disse Elma num tom bem doce.
- Por que não me disse que era no Centro as inscrições ?
- Dois motivos: o primeiro é que se você não fosse tão mal educada, não teria desligado na minha cara antes do meu alerta; segundo: imaginei que a Enfermeira era a pessoa que você pediria informação
- Ahm, não havia pensado nisso - disse envergonhada
- Muito bem, agora se prepare para a segunda fase, já que a primeira é aleatória
- Segunda fase ? Não sabia que haviam fases
- É o primeiro Showcase do ano, além disso é para iniciantes, não irão exigir demais - uma voz masculina atrás de Elma a alertava que estava "na hora de ir". - De qualquer forma, deve ter alguma Performer no Centro, vá se enturmar - completou, desligando o celular.
Shiori ficava confusa, mas precisava primeiramente terminar o banho. Com uma roupa limpa e corpo cheiroso, ela se dirigia até a entrada, onde via a menina com quem havia trombado conversando com Akande.
- Ei! - gritou Shiori se aproximando da dupla, fazendo com que a garota torcesse os olhos. - Eu quero pedir desculpa por mais cedo, eu estava desesperada e acabei não sendo legal
- Tudo bem - perdoou, mudando a feição esnobe por uma amigável. - Me chamo Satya, é um prazer conhece-la
- Me chamo Shiori
- Esse é meu amigo...
- Akande - surpreendeu a loira. - Nos conhecemos ontem a noite,
quando ele voltou do treino

O menino sorriu, ficando levemente corado com o reconhecimento da jovem, o que não agradava a morena, que olhava desconfiada pro menino.
- Eu realmente sou nova nisso, poderia me explicar sobre as fases ?
- Das Performers ? - ficava surpresa, vendo que a resposta era positiva. - Pensei que todas sabiam isso
- O que custa ajudar Satya ? - questionou, deixando a garota envergonhada
- São duas fases, sendo a primeira aleatória - Shiori ficava confusa. - Eles podem exigir nossos dons de costura, cozinha, inteligência e até afinidade com pokémon
- E a segunda fase é a apresentação, onde decidem a vencedora - completou o menino
- Compreendo
- Sabe, como a primeira fase é aleatória, então é inútil treina-la - a loira ficava preocupada. - Se vale a dica, ensaie bem sua apresentação e deixe-a perfeita
A dupla sorria, deixando-a bem mais calma, porém o toque do celular da jovem retornava a atrapalhar seus planos.
- Perdoem-me, eu preciso atender - disse se afastando dos novos colegas.
- Vá agora para a frente de Centro, em menos de um minuto estarei ai - ordenou, desligando logo em seguida.
Shiori observava que seus novos amigos já haviam passado para as arenas no fundo do Centro, para não deixar Elma esperando, ela resolveu não se despedir deles.

Quando botou os pés para fora, o carro já a apanhava e levava para o mesmo hotel anterior. Elma a aguardava na porta dele, ainda com o rosto todo coberto.
- Venha, quero que veja uma coisa
Ambas seguiam até o terraço, onde a visão da cidade era linda. Correndo até a beira, Shiori abria os braços e sentia a brisa empurrar seu cabelo.
- Que bom que gostou daqui, pois será seu lugar para treinar
- O que ? - ela parou um tempo para absorver a informação, depois correu para abraça-la.
- Não precisa de tudo isso - disse afastando-a. - O mais importante é que você veja aquilo
A mulher apontava para um grande palco perto de uma das colinas, o chão era branco e duas lindíssimas fontes ficavam em seu canto. Além disso, havia uma Milotic esculpida na parede da colina, liberando a água de um rio pela boca.
- Lá você fará sua primeira apresentação, não me decepcione!
- Ok
Elma estava indo na direção da saída, porém dava uma pausa e se virava para a garota.
- Deixe-me mostrar o mínimo que exijo de você - a mulher lançava uma pokébola ao alto, liberando um lindo pássaro de penas pretas.

- Unfezant use Sky Attack! Prossiga com seu Air Cutter
O pássaro começou a voar em espiral acima da cabeça de sua dona, ganhando uma aura dourada em torno de seu corpo, que deixava rastros brilhantes no ar. Após finalizar o espiral, Unfezant batia suas asas liberando pequenas meia lua brilhantes num tom azul claro, que cortavam a espiral e formavam pequenas fitas douradas, que caíam lentamente até o chão.
- Vamos finalizar, Tailwind!
Unfezant desceu a toda velocidade, abrindo suas asas antes de colidir com o chão e criando uma ventania que levantava Elma. As fitas começavam a tremer com a força do vento, cedendo, elas explodiam em uma chuva de pigmentos dourados. O pássaro por fim segurava o braço de sua dona e a devolvia ao chão calmamente, numa pose, elas finalizavam a apresentação.
- Isso foi INCRÍVEL! - animou com o show
- Não comemore minha apresentação, está na sua hora de trabalhar
- Não irei te decepcionar - disse ainda animada
- Assim espero
A mulher finalmente virava de costa e saia do terraço. Shiori estava sozinha, olhando para o palco, imaginando o que faria lá.
continua



Sorano
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1765
PokePontos : 1871
Extras : Diário
Pers. Secundárias : Sr. e Sr.ª Yelistratova
Rota Atual : #012
Diário Mestre : Mestra Sorano




Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: Seguindo seus sonhos — Postado em Sab Fev 03, 2018 6:32 pm

Aqui estão as legendas, apesar de estar bem especificado no texto quem está falando
Legenda:

Falas de Shiori
Falas da Enfermeira
Falas da Mulher Misteriosa
Ps: NÃO DEIXE de verificar o primeiro post e ficar alerta com as mudanças ^^

A escolha de Flabébé
#6 O Sol estava prestes a nascer enquanto Shiori treinava para a apresentação. Ela não pregou os olhos, mas não parecia cansada.
- Vamos dar uma pausa Fennekin
A raposa estava bem ofegante, então estava de acordo, saltando no colo da dona. Elas se sentaram a beira do telhado, observando o sol nascer, porém uma nuvem colorida era o que chamava sua atenção.
- O que será aquilo ?
A menina apontou a pokédex, mas daquela distância, era impossível conseguir registrar algo. Continuando a observa-las, uma pequena sombra caindo da nuvem, na floresta, chamava sua atenção.
- Você viu aquilo ? Vamos Fennekin!
Apanhando a bolsa, Shiori corria até a floresta, com alguma dificuldade em encontrar o local da queda de um dos pedaços da nuvem colorida. Por fim, ela encontrava uma roda de Glooms, tendo uma pequenina pokémon segurando uma flor amarela no meio.
- Ei vocês, saim daí!
Era difícil diferenciar um Gloom dormindo de um acordado, por isso ela não notava a grande besteira que havia feito. Irritadas, as flores liberavam um fino pó roxo que cobria seus corpos.
- Fennekin use Ember
Shiori conhecia bem a reação do pó tóxico com as chamas, criando uma explosão que separava todos os Gloom. Sem aguardar a fumaça dissipar, a performer avançou para pegar a minúscula fada na mão, partindo para o Centro.

- Me ajude, por favor!
- Audino!
O pokémon rosa trazia uma maca , colocando a fada em cima, ambas corriam na direção da Sala de Cura. A menina caminhou até o sofá da entrada, onde surgia sua preocupação.
- Será que a machucamos com a explosão ?
A tristeza somada com o cansaço fazia a dupla cair no sono, ali mesmo. Abrindo os olhos, Shiori notava que estava na cama, acordando calmamente sua raposa.
- O que estamos fazendo aqui ? Foi tudo um sonho ?
- Não - respondeu a enfermeira antes que a raposa se mexesse. - Audino as trouxe
- Ela é bem forte para essa aparência doce - o pokémon sorria e alisava a orelha. - Se não foi um sonho, como está aquele pokémon ?
- Ela possuía alguns ferimentos, talvez causados por uma explosão, mas ainda não acordou por que estava exausta, não se preocupe, sua Flabébé logo ficará bem
- A explosão foi culpa minha, mas ela não pertence a mim
- Ela é selvagem ? Talvez seja esse o motivo da exaustão
- Como assim ?
- Essas espécies utilizam dos ventos para migrarem quando o Inverno está chegando, provavelmente ela dormiu durante a viagem do grupo
- Ela vai conseguir voltar pro grupo, não é ?
- O cansaço ainda é evidente, creio que seja melhor ela permanecer aqui
- Espera, se essa Flabébé está cansada, talvez as outras também, elas precisam de uma pausa
- Sim, elas costumam parar em locais calmos e depois retomam a migração com os ventos da noite
A loira tinha ideia de um local perfeito para um descanso, levantando da cama, ela abandonava o Centro, deixando a Enfermeira confusa.

- Ali estão elas!
Elas estavam no meio da floresta, onde a performer havia encontrado a mulher misteriosa pela primeira vez. O grupo de Flabébés estava num sono profundo, haviam de várias cores. A única coisa que chamava a atenção era um pokémon maior, em cima de uma pedra, cantando uma doce canção de ninar. Seu corpo possuía uma espécie de cachecol de flores, sendo predominante no azul.
- Florges, o pokémon jardim. Sua vida pode abranger centenas de anos. Dizem que elas dedicam suas vidas a cuidar dos jardins - anunciava a pokédex.
A mulher misteriosa da noite anterior então surgia, seu cabelo já não era mais preto, estava azul. Ela acariciava a cabeça da fada maior.
- Você! - disse a menina saindo do esconderijo.
- Florges use...
- Por favor, não fuja!
- O que deseja ? - questionou a mulher, colocando a mão na frente de seu pokémon e impedindo-o de executar algum golpe.
A performer se aproximava da pedra, em sussurros, ambas conversavam.
- Uma Flabébé que se perdeu, ela está ferida e precisa se recuperar
- É uma pena, mas não tenho muito a fazer
Cruzando os braços, a mulher se virava de costas, deixando a loira decepcionada, retornando pelo mesmo caminho que veio.
- A única coisa que sei é que esse grupo irá despertar as seis horas da noite, se quer ajudar Flabébé, certifique-se que ela estará aqui no horário
- E se ela não chegar a tempo ?
- Ela ficará perdida do grupo, sugiro que fique com ela para amenizar a solidão. Agora, por favor, me deixe sozinha
Assentindo com a cabeça, Shiori abandonava a floresta e retornava para o Centro. Ela se sentava na frente do quarto que Flabébé estava, observando pela janela, ela aguardava horas e horas até um sinal da pequenina.

Era aproximadamente 17:58 da tarde quando Flabébé começou a se erguer, deixando a jovem animada. Ela grudou novamente em sua flor e flutuou, buscando alguma saída do quarto.
- Ela melhorou rápido
A Enfermeira abria a porta do quarto, sendo cumprimentada pela florzinha. Shiori esticou a mão para apanha-la, porém Flabébé a via como uma estranha, fugindo pela porta de vidro que foi aberta por um treinador que estava entrando. Frustrada por estar perdida, ela começou a planar.
- Te peguei! - exclamou a loira apanhando-a antes de tocar o chão. - Irei leva-la até suas amigas, eu prometo
A menina acabava por furtar uma bicicleta encostada no canto do Centro, pedalando o mais rápido que conseguia, ela atravessava a floresta e chegava no lago onde as Flabébé dormiam, mas para seu azar, elas já haviam partido.
- Eu... cheguei tarde
Ajoelhando-se, ela estava prestes a chorar, até ouvir uma fofa gritaria vinda dos céus: o grupo das Flabébé acabaram de iniciar a jornada, bastava um impulso e ela estaria com suas amigas. Havia um monte, que possivelmente foi o ponto que ajudaram as fadas a subirem, sendo também o local que Shiori deveria escalar. Tocando na parte mais alta, ela acabava por afrouxar os dedos, caindo do topo.
- Petal Blizzard!
Com o surgimento de pétalas brilhantes, uma ventania impulsionava a menina de volta ao topo, colocando-a de pé. Quando ela se virou, acabou encontrando a mulher misteriosa.
- Faça o que tem que fazer
- Muito bem, Fennekin, eu irei joga-la para o alto, tente impulsionar Flabébé para os ventos
Com tudo preparado, a raposa era enfim lançada para cima, indo bem mais alto do que estava acostumada. Levantando a cabeça rápido, ela lançava a fadinha, que adentrava numa corrente de ar e era levada até a nuvem de suas amigas.
- Conseguimos! Conseguimos mesmo! - sorriu a jovem, abraçando com força o pokémon.
Flabébé estava contente com a volta, mas mantinha uma discussão com a aparente líder, uma Floette, que ficava triste, mas parecia aceitar o que a fada dizia. Da nuvem colorida, um brilho rosa e pigmentado empurrava um pequeno pontinho na direção da performer. Com a proximidade, Shiori podia identificar Flabébé, segurando-a com uma mão.
- Você, você voltou... por mim ?
Flabébé segurava a flor com uma mão e abraçava o dedo da jovem com a outra. Uma pokébola vazia da jovem era tocada sutilmente na fada, que era sugada e instantaneamente capturada. Por fim, ela retirava a flor da pokébola, dando adeus a suas antigas parceiras.
- Logo ela, Florges ? Isso será interessante - o pokémon nem respondia, apenas encarava maravilhada a Flabébé da loira.
continua



Sorano
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1765
PokePontos : 1871
Extras : Diário
Pers. Secundárias : Sr. e Sr.ª Yelistratova
Rota Atual : #012
Diário Mestre : Mestra Sorano




Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: Seguindo seus sonhos — Postado em Dom Fev 11, 2018 6:28 pm

Aqui estão as legendas, apesar de estar bem especificado no texto quem está falando
Legenda:

Falas de Shiori
Falas de Elma
Falas da Oficial Jenny
Ps: NÃO DEIXE de verificar o primeiro post e ficar alerta com as mudanças ^^

O sequestro de Flabébé
#7 A manhã iniciava mais uma vez na lindíssima Aquacorde, Shiori estava com suas energias renovadas para retomar o treino, mas não sem antes escovar os dentes. Antes que ela pudesse apanhar sua escova, o celular começou a tocar.
- Estou surpresa de você estar acordada a essa hora
- Digamos que eu tenha tido boas aventuras ontem e agora estou sem sono
- Imagino - disse em risadas. - Não se esqueça que hoje é o último dia antes do Showcase, se apresse para comprar acessórios!
- Eu ia treinar mais um...
- Você teve três dias para treinar, agora é hora de se vestir! - interrompeu irritada, desligando o celular.
Igualmente raivosa, Shiori finalizava sua higiene matinal para finalmente partir para as lojas da cidade, buscando acessórios para seus adoráveis pokémon.
- Eu acabei esquecendo de tomar café, vocês estão com fome ?
A dupla de pokémon nem precisou responder, suas barrigas roncando era tudo que bastava para que a performer entrasse em uma padaria. Não muito longe dali, uma sombra parecia observa-la.
- Já tiveram a sensação de estarem sendo observadas ? - questionou, deixando as pequenas confusas. - Esqueçam - completou liberando um sorriso desajeitado, porém olhando preocupada em todas as direções.

Shiori agora estava na busca de um lindo vestido, afinal, a Performance Pokémon se baseia no laço de amizade, porém a estética é importante. Uma situação bem peculiar chamava a sua atenção enquanto passeava: um homem corria com dois colares em mãos, sendo perseguido por uma mulher de cabelo verde.
- Parado ai! - gritava a mulher, ofegante.
A loira se fingia de desentendida, porém bastou o homem passar do seu lado para ela colocar o pé na frente e joga-lo ao chão.
- Sua...
Antes que ela terminasse a frase, um furioso cão laranja saltava sobre seu corpo e rosnava, intimidando-o.
- Você está preso! - decretou a oficial.
A policial encaminhava o homem até a viatura, fazia algumas anotações e retornava até a performer, retirando seu chapéu.
- Sou muito grata por sua ajuda, por favor, aceite esse presente - disse ela entregando uma espécie de broche.
- Obrigada! - recolheu e o prendeu em sua blusa. - Só estava fazendo o que era certo
- Me chamo Jenny, eu patrulho essa cidade, não tema em pedir ajuda sempre que precisar - ela recolocava o chapéu. - Até mais ver, Shiori
A menina ficava confusa do porquê a mulher sabia o seu nome mesmo sem ela ter comentado, mas ignorava por hora. Estava se sentindo bem confortável com a boa ação, assim prosseguia pelo caminho. Passando agora pela zona mais distante, ela se via do lado de uma floresta, que limitavam a área urbana. Misteriosamente, uma névoa roxa surgiu abaixo de seus pés, deixando-a atordoada por alguns segundos.
- O que ?!
Questionou aos gritos ao notar que estava frente a frente com uma enorme loja de roupas, uma mais linda que a outra, além disso, para sua sorte, tudo estava na promoção.
- Quando isso... não importa! Vamos!
Animada, ela levou uma pilha de roupas até o provador e experimentou todos, porém a falta de lotação daquele local chegava a ser incômoda, afinal, quem não correria para uma promoção. Numa rápida análise, Shiori notava que Flabébé já não estava mais perto de Fennekin.
- Flabébé ?!
Desesperada, ela sentia mais uma vez sua cabeça rodar, assim liberando-a de uma confusão. Ela estava na verdade no meio da floresta, provando que tudo era fruto de uma ilusão. Ao fundo, um som de moto dando a partida chamava sua atenção, forçando-a a averiguar. Apesar de ter chego, era tarde demais, a moto estava muito longe, e pior: carregava Flabébé presa numa gaiola.
- Flabébé! - disse repetidamente, até começar a chorar e ajoelhar no chão.
Fennekin observava todo o sofrimento da dona, mas jamais se daria por vencida. Ela esticou seu focinho no bracelete da garota, como demonstração de bravura.
- Nós podemos resolver isso! - determinada, ela apanhava sua raposa no colo e seguia as marcas de roda na terra.

Não tardou para que ela encontrasse algo suspeito, era uma espécie de tronco de árvore gigante, mas ele era falho, parecia ter sido picada e largada flutuando. Após a colisão, a árvore começava a se mexer, revelando um amedrontador olho vermelho. A pokédex o registrava, mas a única informação que a menina conseguia prestar atenção era "Trevenant".
- Trevenant, eu sou amiga, eu juro!
- Trevenant use Shadow Claw!
Com o grito masculino, o ancião criava uma aura fantasmagórica em torno do punho, assim direcionava um arranhão na jovem, que era interceptado por Fennekin, que era lançada contra uma pedra.
- Fiquei longe de mim garota!
Enquanto Shiori corria para apanhar sua inicial, o homem acelerou a moto e fugiu, deixando a árvore gigante que foi andando para segui-lo. Fennekin abria o olho com dificuldade, vendo sua amiga sendo levada na gaiola.
- Eu sinto muito - soluçou. - Era melhor termos chamado a Jenny,
ela saberia o que fazer

A loira retirava o celular e ficava pressionando os botões, tentando se lembrar do número que haviam lhe passado, o que deixava a raposa irritada a cada segundo. Num grito, Fennekin era solta pela dona, apontando para as pegadas de Trevenant na terra.
- Acha que deveríamos ir atrás dela ? - ela concordava. - Nós falhamos em salva-la e essa pode ser a última chance que temos - a raposa apontava para trás, Shiori não podia negar que o caminho era bem longo, até a chegada da mulher, talvez o homem já tivesse sumido. - Certo! Vamos!

Não demorou para o reencontro acontecer, um forte cheiro de ensopado cobria uma parte específica da floresta, denunciando o almoço dos sequestradores.
- Ei vocês! Devolvam minha Flabébé agora!
O criminoso se assustava, derrubando o prato de comida no chão. Observando irritado, ele virava de uma maneira horripilante para a garota.
- Não deviam estar aqui!
- Por que minha Flabébé ? Por que ?
- Não que eu precise me explicar, mas quem sabe eu não possa te ceder conhecimento antes de acabar com você - ele se levantou e passou do lado da fadinha. - As coroas de Flabébé possuem propriedades curativas, apesar das Brancas serem raras, as Amarelas produzem um pólen tão forte que eles consomem toda a flor, sendo assim, sua influência é bem maior
- Existem várias amarelas por ai, você poderia pegar a sua
- TOLA! - resmungou. - Acha que um grupo de Flabébé deixaria justo a suas curandeiras mais fortes vulneráveis ? É fácil encontra-las, pega-las são outros quinhentos... de qualquer forma, eu não nasci para ser professor, Trevenant use Shadow Claw!
A árvore surgia atrás da raposa, desferindo dois fortes arranhões carregados com um poder misterioso. Apesar de estar bem ferida, tanto Fennekin quanto Shiori riam da situação.
- Rindo da sua desgraça ?
- Não, da sua! - o corpo da raposa começava a sobreaquecer e liberar uma aura vermelha, era sua habilidade sendo ativada. - Ember na jaula!
Com a forte influência flamejante correndo pelo corpo de Fennekin, sua rajada quente era capaz de derreter as grades da jaula, assim liberava a fadinha, que animada ia ao encontro de sua dona.
- Confuse Ray agora!
- Cancele-o com Fairy Wind Flabébé!
Antes que todos pudessem atacar, o corpo da raposa começou a entrar em chamas, demonstrando o aprendizado de um novo movimento.
- Isso! Fennekin vai lá! Flame Charge!
Flabébé liberava seu vento pigmentado enquanto Fennekin corria em círculos no meio dele. A influência do ar fazia as chamas aumentarem e pequenos brilhos saírem dele, era uma linda combinação, procedida por uma investida, que lançava a árvore para trás com força e o fazia desmaiar.
- Droga! Volte Trevenant
Retornando o fantasma, o homem encarava a jovem por alguns segundos, parecia tentar memorizar seu rosto, em seguida corria para a floresta. Um grito do mesmo fazia a garota se assustar.
- Parece que cheguei atrasada - disse a Oficial Jenny, surgindo com seu Arcanine, que prendia o criminoso entre os dentes.
- Chegou em ótima hora! - sorriu enquanto abraçava suas amigas. - Mas como você sabia que eu estava aqui ?
- O broche é um rastreador, ele me manda um sinal quando seu coração está acelerado - a mulher ia na direção da menina e a ajudava a levantar. - Venha, te dou uma carona até o Centro
Shiori entrava na viatura e era levada até o Centro, como prometido. Quando desceu, ela apertou o broche que havia ganho, sabia que estaria sempre segura, então observava a Oficial se afastar.
continua



Sorano
Coordenador
avatar
Coordenador

Criador
Sem Profissão
Sem Fação
Mensagens : 1765
PokePontos : 1871
Extras : Diário
Pers. Secundárias : Sr. e Sr.ª Yelistratova
Rota Atual : #012
Diário Mestre : Mestra Sorano




Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Pokémon: Seguindo seus sonhos — Postado

Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum